RPG no universo de Guilenor
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 A Marcha do Povo do Caos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 19

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: A Marcha do Povo do Caos   Sab Out 24, 2015 10:49 pm

Passados longos dias às portas de Varrock, a Marcha prossegue por Misthalin, ainda mais lenta do que antes. Quase vinte mil seguiam o movimento agora, uma massa de humanos, anões do caos, criaturas estranhas e mais diversas figuras. De súbito, porém, o Arquimago Vermelho se depara com uma cena inesperada: Uma centena de cavaleiros vinha em sua direção, bem armados e vestidos em vermelho ou negro, exceto por um que vinha em túnicas distintas e tinha uma clara aura de poder em volta de si. Um capuz cobria sua cabeça, e uma mitra se encontrava à frente de seu corpo no cavalo. Uma longa conversa é travada pelo grupo que se aproximava e a liderança da Marcha. No final desta, Vendrian Kane é recebido entre os líderes do movimento liderado por Vithar. O outro homem encapuzado se mantinha quieto, mas seguia entre os líderes, sempre escondido por seu capuz.
Pouco depois disso, outro grupo de uma centena de fanáticos montados chegava. Dessa vez, um homem enorme e musculoso, com a voz extremamente fina, vinha no comando deste. Não trocavam palavras com o arquimago, mas sim com o poderoso sujeito encapuzado que havia vindo junto com o antigo Rei de Wushanko.
Á essa altura, a Marcha já se aproximava da Silvarea. Nesse momento, o enorme carregamento de bebidas gnômicas encomendado pelos líderes chega, sendo muito bem recebido pelos zamorakianos. Também haviam sido encomendados ingredientes para as bebidas, já que haviam muitos gnomos negros entre os que seguiam com a Marcha.

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Dartor em Ter Nov 03, 2015 4:49 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 19

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: A Marcha do Povo do Caos   Seg Nov 02, 2015 6:25 pm

Após muito tempo em marcha, os zamorakianos finalmente cruzam o Salve e chegam à Moritânia, começando a se estabelecer no norte de Canifis, como combinado com Vanéscula Drakan. Estabeleciam residência desde Porto Phasmatys até a Torre de Extermínio.

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 19

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: A Marcha do Povo do Caos   Ter Nov 03, 2015 5:15 pm

Com tanta mão de obra e materiais adquiridos no caminho, Vithar não tinha dificuldades em fazer as bases de cada um dos assentamentos zamorakianos ao logo do norte da Moritânia. A única excessão eram os anões do caos, que já haviam sido enviados para sul afim de ocuparem espaço na antiga e muito rica Mina Abandonada de Rottemburgo. A ocupação da Cúpula de Poder Zamorakiana é feita na Torre de Extermínio, conhecida por Vithar e pelos seus como "Torre de Viggora." O nome permanece como o daquele lugar em seu domínio, agora limpo das criaturas vis graças aos armadyleanos em conjunto com os zamorakianos.
Com cada um dos assentamentos sendo preparado, o Arquimago vasculha a torre em busca de uma sala apropriada para si. Graças à ligação direta com o Abismo, era muito fácil retirar e colocar tropas ali e dar novamente ao I.M.Z, agora refeito, o controle deste.
O Arquimago finalmente decide sua sala: A última sala do último andar, próxima à subida para o terraço onde se encontravam agora suas forças abissais e demoníacas treinando incessantemente. Ali ele constrói um cofre forte selado com antigas magias, onde guarda toda a quantia que havia guardado para si dos pagamentos enquanto Arquimago Vermelho na Torre (263.220g), além do quanto conseguira roubar dos cofres da mesma com pequenas corrupções ao longo dos anos, o equivalente a 7,5% (394.830g).
Quando tinha tempo para descansar, após um longo período de trabalho ao se estabelecer na torre fechando contratos e acordos, Vithar cai num longo pesado. Um longo que servia para si como algo revelador: Um sonho vem à sua cabeça de forma clara, uma estátua de Saradomin enorme e recoberta por ouro, estendendo-se como um arco acima de uma ponte. Pessoas passavam e adoravam a estátua, uma coroa de ouro havia sido colocada por cima da coroa que o próprio deus usava, mas ninguém percebia que a estátua estava ficando cercada de armas de cerco e pessoas mal-intencionadas. O rio que passava abaixo daquela ponte subitamente se tornava lava, e a estátua começava a derreter, mas não pelos pés - Começava pela boca e por fim tudo o que restava dela era um caos dourado e cheio de símbolos saradoministas se erguendo por todos os lados. Quando finalmente abre os olhos, Vithar entende aquilo como um sinal: E finalmente resolve agir, pegando o equipamento de necromante que havia conseguido anos antes, numa expedição em Lumbridge, e o vestindo por baixo das vestes que o reconheciam como quem era.

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 19

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: A Marcha do Povo do Caos   Qua Nov 04, 2015 3:22 pm

Viajando pelo Deserto Kharidiano em busca de possíveis aliados, Vithar pensava sobre o quanto eram tolos os que se colocavam contra o zarosianismo, ao fazer uma análise profunda das duas doutrinas. O Arquimago Vermelho viajava nos tapetes mágicos para chegar mais rápido à Karth, onde tinha uma reunião marcada com o Pretor Virtus. 
Eles têm uma longa e "agradável" conversa, na qual Vithar oferece a troca de conhecimentos após o estabelecimento completo dos zamorakianos que lhe seguiam na Moritânia, em troca de apoio tático do Império e do Antiquo Institutum. Ele fala a Virtus sobre a visão que havia tido em sonho, o que intriga em muito o Pretor. Com o seguimento da conversa, Vithar recebe uma informação valiosa: A presença do Portal em Uzer e Jas'Shu, que havia tomado o trono de Thammaron na própria dimensão de Infernus, ou Pandemonium, como chamavam os zarosianos. De Karth, ele parte para a pequena cidade de Uzer.
Não tinha dificuldade em ser levado ao portal com a autorização do Pretor em mãos, e era o que fazia. A sala era instável e uma coisa toda viva de fogo e lava pulsantes, mas o Arquimago não parecia ter receio ou fraquejar ali. Algo clamava por sair de dentro de si naquele local, mas ele controla-se bem o suficiente para ter uma longa conversa de negociação com Jas'Shu, na qual firma um acordo para que este fosse atrás do lendário General K'ril Tsutaroth e sua legião de avérnicos. 
Por toda Pandemonium a busca é feita, mas no fim das contas, Jas'Shu encontra K'ril e o leva até a sala do trono. o General Zamorakiano negocia seus termos com Vithar, que entre eles envolviam a vingança contra os que haviam tramado contra o mesmo e a cabeça de quem o havia matado, a restituição de seu status de General Supremo de Zamorak e a chance de trazer novamente o caos ao mundo. Queria também a alma do Arquimago após sua morte, tendo o contrato selado na base do sangue. De qualquer forma, a gargalhada de Vithar se tornava estridente e gutural quando eles fecham seu acordo, pois sua alma já era de outro e K'ril havia se vendido por absolutamente nada.

Ganhos:

100 Batalhões de Demônios Inferiores
100 Batalhões de Demônios Superiores
25 Batalhões de Demônios Negros
5 Batalhões de Principes Demoníacos Zamorakianos

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 19

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: A Marcha do Povo do Caos   Qua Nov 04, 2015 6:09 pm

Ao retonar para a Moritânia novamente cruzando o Salve, Vithar se demora um pouco mais pelo Kharid, procurando em algumas cidades seguidores zamorakianos que pudesse levar. Para sua tristeza, falha miseravelmente na tarefa.

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 19

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: A Marcha do Povo do Caos   Sab Nov 07, 2015 1:57 am

O dia era chuvoso quando o Arquimago ia de encontro ao seu general por contrato. K'ril podia ser tudo, menos burro, e sabia que lhe seria útil servir a aquele humano enquanto não tivesse outra opção. Havia fechado um maldito contrato, de qualquer forma, como todo avérnico adorava fazer.
Vithar sabia do que precisava. Não podia se contentar com o que tinha, nem se contentar com promessas. Precisava de mais, e o mais estava ao alcance de suas mãos. Mas, teria ele favor suficiente para tal?
- Irá até nosso deus. - Ele dizia, no tom mais grave e agressivo que tinha. - E lhe suplicará por mais demônios. Dirá que precisamos de muitos e muitos mais. Colonos, por assim dizer. Os saradoministas o fizeram e nós o faremos também.
A gargalhada do General de Zamorak era cortante.
- Sempre soube que humanos estavam tendenciados a imitar qualquer merda que achassem engraçada, mas imitar saradoministas? - A palavra vinha com um cuspe. - Você não é apto a guiar os zamorakianos se é isso o que quer.
- Não é isso o que quero, é o que ordeno. Não cabe a você, escravo, contestar minhas decisões. - Havia soado mais agressivo do que desejava, mas o efeito era útil. K'ril até mesmo havia prestado um cumprimento com a cabeça antes de se retirar.
Ótimo, penso, que ele pense o que quiser. E era verdade. Precisava que Zamorak lhes enviasse mais demônios para ocuparem as terras, e tinha certeza de que o Deus do Caos não falharia em favor dele. Não dele. Havia guiado seu povo através do perigo, reunido toda sua força e estava a ponto de conquistar a glória numa nova guerra. 
O Deus do Caos realmente não falhara com ele. Quando K'ril retornara por um dos círculos dos magos infernais, não havia sido sozinho.

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 19

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: A Marcha do Povo do Caos   Seg Nov 09, 2015 7:48 am

Quando os anões do caos retornavam, em boa parte feridos, com notícias do que acontecia ao sul, a ira do Arquimago se torna enorme. Reunindo seu exército pessoal, ele ruma ao anel das fadas próximo a Porto Phasmatys, já que cruzar o Mort Myre com tropas seria loucura. Pegava um caminho mais curto até o esconderijo de Holstein, de onde poderia tomar ações rápidas.

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 19

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: A Marcha do Povo do Caos   Seg Nov 09, 2015 8:01 am

Ao mesmo tempo, na Fortaleza de Viggora, o Papa recebia a própria sala e uma área para o ensinamento de suas artes a novos alunos, assim como o aprimoramento aos demônios trazidos por K'ril de Zamorak. Moya também se apresentava para ajudar na iniciativa enquanto ela estivesse em evolução, como havia sido combinado.
O som das músicas cada vez mais poderosas, belas à seu modo e envolventes chegava até mesmo ao norte da Silvarea.


_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 19

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: A Marcha do Povo do Caos   Sex Nov 13, 2015 9:16 pm

As tropas combinadas de Vithar e Frum Nauk-alm chegam à Mina Abandonada após passar por Mort'ton e Rottemburgo. Ao encontrarem a Barreira Mágica antes citada pelos anões do caos, os magos do IMZ e os demônios unem forças mágicas para derrubá-la, enquanto os soldados atacavam os icyenes que se aproximavam para impedir que isso ocorresse. A batalha acaba por ser um massacre, com todos os soldados icyenes mortos e os trabalhadores das minas escravizados.

Defensores:

30 batalhões de Icyenes (Todos mortos)


Atacantes:

50 batalhões de Airuts (treinados)
30 batalhões de Cavaleiros das Sombras (veteranos)
50 Batalhões de Necriéis (Treinados)
50 Batalhões de Demônios Abissais (Treinados)
30 Batalhões de Magos Infernais (Veteranos)
50 Batalhões de Dagon'hai (Veteranos)
100 Batalhões de Demônios Inferiores (Mal-treinados)
100 Batalhões de Demônios Superiores (Treinados)
25 Batalhões de Demônios Negros (Veteranos)
5 Batalhões de Principes Demoníacos (Elite)

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 19

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: A Marcha do Povo do Caos   Sex Nov 13, 2015 9:29 pm

Com a tomada da mina, a barreira mágica estava destruída. Vithar toma a mina para si, pegando o que estava em seus cofres para suas próprias iniciativas e deixando 30% de suas tropas ali como uma base militar, se aproveitando da estrutura presente para ter um centro de espionagem efetivo.

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 19

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: A Marcha do Povo do Caos   Dom Nov 15, 2015 7:43 pm

Vithar ordena a construção de 100 Balistas e 100 Planadores Gnômicos bombardeiros pouco antes de começar a preparar as tropas para marchar. Quando ficam prontos, os soldados se juntam às forças que vinham pelos anéis de fadas de Canifis e iam na direção do Paterdomus.


  • 50 Batalhões de Necriéis (Treinados)
  • 50 Batalhões de Demônios Abissais (Treinados)
  • 30 Batalhões de Magos Infernais (Veteranos)
  • 50 Batalhões de Dagon'hai (Veteranos)
  • 100 Batalhões de Demônios Inferiores (Mal-treinados)
  • 100 Batalhões de Demônios Superiores (Treinados)
  • 25 Batalhões de Demônios Negros (Veteranos)
  • 5 Batalhões de Principes Demoníacos (Elite)
  • 10 batalhões de Soldados de Arposandra (Veteranos)
  • 10 batalhões de Cavaleiros Negros (Treinados)
  • 5 batalhões de Tenentes Kinshra (Veteranos)
  • 30 batalhões de Magos Vermelhos (treinados)
  • 20 batalhões de Guerreiros de Zamorak (veteranos)
  • 100 Balistas
  • 100 Planadores Gnomos
  • 30 Batalhões de Cavaleiros das Sombras (veteranos)
  • 20 Batalhões de Duendes da Guerra dos Deuses (veteranos)
    20 batalhões de Ogros da Guerra dos Deuses (veteranos)
    20 Batalhões de Orcs da Guerra dos Deuses (veteranos)
    20 Batalhões de Ciclopes da Guerra dos Deuses (veteranos)
    20 Batalhões de Trasgos da Guerra dos Deuses (veteranos)
    20 Batalhões de Selgros da Guerra dos Deuses (veteranos)


_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 19

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: A Marcha do Povo do Caos   Dom Nov 15, 2015 7:51 pm

Silvarea Defesa


  • 3 batalhão da Guarda Civil (100 homens, mal-treinados)

  • 17 batalhões da Guarda da Princesa (680 homens, treinados)




Reforços e seus turnos de distância


Varrock - 4 turnos

  • 43 batalhões da Guarda Civil (4.300 homens, mal-treinados)
  • 80 batalhões dos Cavaleiros de Varrock (3.200 homens, treinados)
  • 40 batalhões dos Cavaleiros de Varrock (800 homens, veteranos)
  • 20 batalhões dos Cavaleiros de Varrock (200 homens, elite)
  • 200 Canhões
  • 200 Balistas



Lumbridge - 5 turnos

  • 10 batalhões da Guarda Civil (1.000 homens, mal-treinados)
  • 30 batalhões da Guarda do Duque (1.200 homens, treinados)
  • 10 batalhões da Guarda do Duque (200 homens, veteranos)


[size]


Draynor - 7 turnos
[/size]

  • 10 batalhões da Guarda Civil (1.000 homens, mal-treinados)
  • 30 batalhões da Guarda do Conde (1.200 homens, treinados)

[size]

Monastério - 10 turnos

[/size]

  • 800 batalhões da Guarda Inquisidora (32.000 homens, treinados)
  • 300 batalhões da Guarda Inquisidora (6.000 homens, veteranos)
  • 50 batalhões da Guarda Inquisidora (500 homens, elite)

[size]

Faladore - 14 turnos
 
[/size]

  • 94 batalhões de Guardas Civis (9.400 homens, mal-treinados)
  • 100 batalhões de Cavaleiros Brancos (4.000 homens, treinados)
  • 80 batalhões de Cavaleiros Brancos (1.600 homens, veteranos)
  • 20 batalhões de Cavaleiros do Templo (200 homens, elite)
  • 30 batalhões de Porcos de Guerra (300 animais, elite)
  • 100 Canhões
  • 100 Balistas

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 19

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: A Marcha do Povo do Caos   Dom Nov 15, 2015 7:59 pm

Com o estupro a destruição do exército de Silvarea de súbito, o local é tomado de assalto. Os sinais são acendidos logo depois, mas a população já estava a ser morta, violada e torturada quando os primeiros reforços de Varrock chegam ao local e começam a atacar as muralhas que haviam sido tomadas.

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 19

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: A Marcha do Povo do Caos   Dom Nov 15, 2015 8:49 pm

As forças de Varrock e Lumbridge combinadas são dispersas e destruídas pelas tropas zamorakianas que haviam tomado Silvarea. Mas, enfraquecidos como estavam, os zamorakianos não eram capazes de montar mais resistência. As tropas fazem o caminho de volta para a Moritânia pelo norte e pelo Salve como haviam feito antes antes que os reforços de Faladore e Monastério chegassem.

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Marcha do Povo do Caos   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Marcha do Povo do Caos
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» marcha a tras a roda bloqueia
» Agradecendo o povo da staff
» Câmera de maracha atrás
» Problema caixa automatica WJ 3.1 1999

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Reinos de Guilenor :: Saga da Quinta Era :: Arquivo da Saga da Sexta Era :: Diálogos e Combates (Maiores)-
Ir para: