RPG no universo de Guilenor
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Inocência Perdida

Ir em baixo 
AutorMensagem
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Inocência Perdida   Qui Dez 03, 2015 10:20 am

Em uma manhã comum dos bosques ao sul de Senntisten, Rhaenyra estaria vagando sem um destino fixo, apenas passeando pelo bosque, seria quando ouviria estranhos barulhos e homens conversando no horizonte, ao se aproximar, notaria um grupo de 10 mercenários se preparando para entrar em algumas ruínas Zarosianas, a líder do grupo, seria uma estranha mulher com um manto e capuz, esta, conseguiria abrir o selo mágico das ruínas com certa facilidade.

Após isso, Rhaenyra seguiria a mulher mas seria barrada pelos mercenários que ficariam do lado de fora em guarda, eles não a deixariam entrar de forma alguma e quando um deles seria bruto, a mulher voltaria das ruínas e acalmaria os nervos dos dois. Ela questionaria o conhecimento de Rhaenyra em Infernal e a levaria para o interior, para ajuda-la em qualquer coisa que pode-se achar.

As ruínas seriam claramente datadas do primeiro Império Zarosiano, conforme adentravam, notariam que ela teria passado por um incêndio e só a estrutura de rocha ainda estaria em melhor condição, fora algumas salas que teriam desmoronado. Ao chegar no saguão principal, a mulher ordenaria aos mercenários ficarem ali enquanto ela iria até a Sala de Rituais junto de Rhaenyra, então, elas seguiriam em frente.

Na sala, se deparariam com ela em sua maior partem em ruínas, menos o centro. No centro, uma fera humanoide levitaria uma orbe que estaria em um estande, essa orbe teria uma aura mágica poderosa que no momento que a fera a tocasse, imbuiria seu corpo com essa energia mágica e ele emanaria magia sombria. Ele se identificaria como um "deus" e ordenaria as duas para se ajoelharem, no momento que a mulher tentasse recuar, ele selaria a entrada com uma barreira mágica e forçaria as duas a lutar contra um golem de rocha que ele evocaria, enquanto lutavam, a fera desapareceria em chamas. As duas jovens derrotariam o golem com facilidade e depois estudariam o estande, a mulher, anotando o que diria em volta.

Ao voltarem para o saguão, se deparariam com todos os mercenários mortos, alguns queimados até virarem um monte de carne chamuscada, alguns empalados por estalactites de rocha saindo do chão e outros espedaçados. A mulher diria que deviam ir logo, porém, Rhaenyra negaria e começaria a usar suas capacidades de ressuscitação no líder dos mercenários, mesmo na situação dele, ela conseguiria traze-lo a vida. Rhaenyra desmaiaria e o homem carregaria a jovem enquanto a mulher os lideraria até uma hospedaria em Senntisten.

Lá, logo após Rhaenyra acordar, o líder que se chamava Jonnatan Caraddyn, juraria lealdade a Rhaenyra por ter sido salvo a mesma, ela não aceitaria inicialmente, mas depois de um pouco de insistência, aceitaria. A mulher então entraria no quarto, entregando o pagamento de Jonnatan e se revelando, sendo Agatha Blackheart. Ela conversaria por um instante com Rhaenyra sobre um local para identificar as ruínas, a jovem apontaria o Antiquo Institutum e seria para lá que Agatha partiria. O agora espada juramentada iria até a sua casa, levar o pagamento para o seu filho e depois iria até a Mansão Mahgno.

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Inocência Perdida
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Opinião - Cavaleiros sem Constelação e as armaduras "perdidas"

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Reinos de Guilenor :: Saga da Quinta Era :: Arquivo da Saga da Sexta Era :: Diálogos e Combates (Menores)-
Ir para: