RPG no universo de Guilenor
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Notícias da Saga

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
Pedro
Lorde
Lorde


Mensagens : 845
Data de inscrição : 17/05/2015
Idade : 17

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Dom Abr 30, 2017 2:21 pm

Após uma reunião de guerra e um festejo, os quatrocentos e cinquenta navios da frota wushankojin, juntos aos sessenta mil soldados wushankojin, zarpariam em direção ao ocidente. Saga iria à frente, recrutando piratas da União, assim como ciclopes e sereias e encantadores do mar numa gigantesca hoste. Um diplomata seria enviado para se reunir com os aliados, Menaphos e Chernigov.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Dom Maio 07, 2017 4:13 pm

Em Asgarnia, já fazia anos que o Rei Tar-Orondil discordava fortemente das ações da Igreja de Entrana em relação a conversão e ações com os Reinos, porém, se manteria nisso apenas, algumas palavras agressivas entre a Igreja Icyenica e a Igreja de Entrana.
Porém com as recentes acusações e ações dos Cavaleiros Negros e do Império Chernigoviano com a Ordem do Senhor da Luz, as duas Igrejas tomariam ações completamente diferentes.
A Igreja de Entrana exigiria que o Rei Henri de Asgarnia declarasse guerra a Chernigov e expulsasse ou exterminasse os Cavaleiros Negros, enquanto a Igreja Icyenica aconselharia a expulsar os Cavaleiros Negros e tentar argumentar com Chernigov o motivo de tais ações, enquanto convertia Chernigovianos e Zamorakianos para Saradomin.

No dia 20 de Fentueiro do Ano 18, uma Hoste Icyenica de 1.000 Icyenes chegaria a Faladore e permaneceriam na Praça Central na frente do Castelo de Faladore, enquanto Tar-Orondil se reunia com o Sumo-Sacerdote Friedrich no Castelo de Faladore. A reunião teria sido muito pior do que previsto, o Rei Henri não teria palavra alguma e se manteria neutro, enquanto Tar-Orondil e Friedrich se acusavam de centenas de acusações e se xingavam beirando as baixarias. Quando o Rei de Namos sairia do Castelo voando ele diria para todos ouvirem que o Sumo-Sacerdote de Entrana estaria guiando os humanos para uma doutrina errônea de Saradomin, enfurecido, Friedrich acusaria Tar-Orondil de heresia e ordenaria que os Cavaleiros Brancos e os Cruzados de Saradomin atacassem e prendessem o Icyene. Seria nesse momento que uma grande batalha aconteceria na praça de Faladore, enquanto os Cavaleiros Brancos recuariam para o Castelo e não lutariam com os Icyenes, os Cruzados atacariam sem piedade seguindo as ordens de seu Sumo-Sacerdote, enquanto os Icyenes protegeriam seu Rei.

As ruas da Cidade Branca seriam banhadas em sangue, quatrocentos Icyenes e mais de dois mil humanos seriam mortos naquele dia, entre Cruzados, Guardas e Civis que tentariam fugir do conflito e seriam confundidos com milicianos de ambas as partes. No final da noite, os Icyenes recuariam para Namos e a Igreja Icyenica de Saradomin acusaria a Igreja de Entrana de heresia, enquanto a Igreja de Entrana acusaria a Igreja Icyenica também de heresia, iniciando uma guerra civil-religiosa.

Nas semanas seguintes, as províncias de Asgarnia reuniriam suas tropas e dividiriam-se entre apoiadores de uma ou outra Igreja, enquanto os Cavaleiros Brancos fortificariam Faladore e a trancariam, decretando que eles não tomariam lado naquele conflito. As fronteiras de Asgarnia seriam fechadas e seu comércio bastante isolado, eles decretariam que suas obrigações com alianças seriam desfeitas pelo tempo até resolverem seus "problemas internos".
Kandarin e Misthalin não tomariam lado na Guerra Civil-Religiosa em Asgarnia.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro
Lorde
Lorde


Mensagens : 845
Data de inscrição : 17/05/2015
Idade : 17

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Ter Maio 09, 2017 12:16 am

Com o atentado orquestrado pelo que aparentemente era um representante de Nekromantiya e Chernigov - ao menos era o que os guardas diziam ter sido as últimas palavras do assassino-mago, Gaston seria forçado a abdicar de sua posição em Asgarnia para retornar a Kandarin como um regente.

O Rei Louis, mortalmente ferido e acamado, faria a ele uma última súplica, pedindo que Gaston cumprisse todos os acordos que Kandarin teria feito.

O Carnillean seria coroado sem cerimônias, devido ao estado da sala do trono e à hostilidade representada pelos nobres e Carnilleans sobreviventes. De imediato, convencido de que o mais óbvio não poderia ser verdade, iniciaria investigações para descobrir o culpado pelo atentado. Algumas testemunhas sobreviventes diziam ter tido o envolvimento de um fremennik, e Gaston teria suas suspeitas, devido ao poder de fogo usado no atentado, voltadas tanto para um possível complô ikoviano quanto para uma armação fremennik. Ou talvez os dois. E é claro, a magia destrutiva poderia ser obra de zamorakianos. Somando tudo aquilo ao posicionamento amigável de Ikovia com todos os suspeitos, Gaston emitiria uma demanda de boa fé de Ikovia, exigindo que entregassem de volta a Kandarin o território de Hemmenster. Ele também, por baixo dos panos, financiaria a perseguição aos zamorakianos e fremenniks em Kandarin, entre diversas outras ações ultrajantes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro
Lorde
Lorde


Mensagens : 845
Data de inscrição : 17/05/2015
Idade : 17

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Ter Maio 16, 2017 6:42 pm

Gaston, apesar da carta de Erik e dos suplícios de seu finado pai, se recusaria a voltar atrás. Ele exigiria que, se Ikovia não estivesse ao menos disposta a ceder o território por direito de Kandarin, que servissem como linha de frente em uma futura conquista kandariniana contra os fremenniks.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro
Lorde
Lorde


Mensagens : 845
Data de inscrição : 17/05/2015
Idade : 17

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Seg Jun 05, 2017 9:25 pm

Com a crescente onda revolucionária em Kandarin, Gaston seria obrigado a tomar uma atitude, acusando Ikovia publicamente de usurpar território kandariniano, e fazendo suplícios para que a Aliança o escutasse, colocando sobre a mesa o fato de que Erik faria o mesmo com seus territórios, conforme o tempo passasse. Ele reafirmaria seu direito divino sobre o trono de Kandarin, colocando à mesa os crimes de Ikovia para com o próprio povo, e para com a coroa. Ele também retiraria de campo todas as tropas utilizadas na Reconquista, e ao mesmo tempo, enviaria um pedido ao Sumo-Sacerdote de Entrana para que financiassem uma campanha contra os hereges armadyleanos. Como resultado, ao mesmo tempo, o Rei, graças ao seu direito divino, convocaria a Inquisição Kandariniana, passando a perseguir os armadyleanos em seu território.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Dom Jun 11, 2017 9:01 pm

Entrana enviaria uma resposta a Gaston, comunicando que eles aceitariam a convocação da Cruzada se Kandarin se comprometesse de agir diretamente contra Asgarnia e a Igreja Icyenica, tomando ações imediatas.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro
Lorde
Lorde


Mensagens : 845
Data de inscrição : 17/05/2015
Idade : 17

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Ter Jun 13, 2017 2:21 pm

O Dia Mais Longo

Quando um dia questionarem a validez de uma batalha suicida
Uma batalha em que nossas maiores chances estão em nossas mortes
Conte a eles do Dia Mais Longo.


A Grande Força Expedicionária de Wushanko finalmente se aproxima da cidade portuária de Draynor. Fomos recebidos com mais preparo do que esperávamos, a armada misthalinta em peso nos aguardando na costa. Apesar disso, não se comparavam ao nosso poderio naval, com menos da metade dos números. Uma tempestade se inicia. O Regente parece satisfeito com o plano do Khagan, principalmente pelo homem escolhido para liderar as forças em terra.

Porém, diferente do que esperávamos, houve uma reação, e a batalha se iniciaria. Começamos com vantagens, afundando alguns grandes navios, mas subitamente os homens daquela maldita torre de bruxaria surgiram,
lançando primeiro um imenso feixe de energia contra nossa marinha... Apenas para não acertar em absolutamente nada. No entanto eles ainda tinham um trunfo: criaturas mágicas, que atacaram nossas tripulações. E no final de tudo, ainda descobrimos que os malditos ainda possuíam o favor de Seiryu, o Dragão de Água, que descera contra nossos navios com a fúria de mil marés. Tudo o que podíamos fazer era segurar a linha, o máximo que podíamos. Mas finalmente tivemos a ajuda dos espíritos dos mares, e os enormes leviatãs de Tan Hulin foram convocados para derrubar o que restava da marinha ocidental.

Quando mais da metade desta já estava derrubada, ouviu-se um cântico estridente por todo o mar. Ninguém possui ideia de onde ele veio, mas sabemos seu motivo. Logo após isso, tentáculos e criaturas parte homem, parte tentáculos, parte caranguejo, emergiram, invadindo os navios e a costa ocidental, em nosso favor. Então finalmente, o Khagan recebeu a notícia. O Lâmina de Jade sucedeu em sua missão com as forças terrestres. Lumbridge havia caído. Foi então que recuamos. Nisso, dez de nossos galeões se mantiveram para trás, disparando contra a torre dos bruxos e derrubando suas defesas. E aí aconteceu o que o Regente esperava. O dracar do Traidor foi atingido, e afundou junto dele. Não tivemos mais sinal do mesmo desde então.

Sakaki Yun, Mestre dos Navios de Zuanshi
31 de Raktubro, Ano 21 da Sexta Era.

Baixas:

Wushanko:

52 dracares
40 galeões
20 fragatas
3 navios-tartaruga

Misthalin:

2/3 da Armada Misthalinta
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Sab Jun 17, 2017 12:24 pm

A Grande Rebelião de Ardonha

17 de Fentueiro do Ano 21 da Sexta Era

Na manhã do dia 2 de Fentueiro, o Rei Gaston de Kandarin receberia a noticia que as províncias do sul de Kandarin estariam em quase total controle dos rebeldes da Revolução Kandariniana, e o norte, estaria em constante disputa entre as autoridades lealistas e as revolucionárias, porém, já estaria praticamente na consciência dos lealistas que a causa seria perdida lá também, que para Gaston voltar a ter o respeito de seu povo ele teria que vencer em Ardonha.

No dia 8 de Fentueiro, rebeldes entrariam em conflito com a Guarda Real nos portões do Castelo de Ardonha, levando a morte de mais de 500 civis, entre eles nobres menores. Isso estouraria o conflito armado em Ardonha, aonde os rebeldes armados pela Irmandade lutariam nas ruas da megalópole Ardonha contra as tropas ainda leais a Gaston, que estariam em claro menor número. Esse combate duraria por dias e as forças de Gaston se concentrariam em proteger o distrito do Castelo, porém a cada dia, eles seriam forçados a recuar para mais próximo do Castelo em si.

Quatro dias depois, dia 12 de Fentueiro, Gaston receberia a noticia que o Rei Erik Adler de Ikovia teria convocado a "Cruzada dos Justos" e teria marchado com 5.000 cruzados a pé e 1.500 cruzados montados, brandando brasões de nações e casas nobres de diversos cantos de Guilenor, para dentro de Kandarin e em direção de Ardonha. A Cruzada seria recebida pelos rebeldes e no dia 17 de Fentueiro, o Castelo de Ardonha estaria em situação de cerco.
Seria ai que Gaston decidiria aceitar a proposta da Igreja de Entrana e, sem avisa-la, agiria contra Asgarnia achando que estaria tomando uma ação capaz de convencer Entrana a convocar uma cruzada contra Ikovia. Assassinos Kandarinianos tentariam assassinar o herdeiro ao trono de Asgarnia, Sir Amik Varze e o Rei Tar-Mairon de Namos, e falharia em todos os casos. Isso faria Entrana perder muitos apoiadores pois a Igreja Icyenica acusaria ela de heresia e crimes contra o Saradominismo, que nenhum Saradominista deveria agir de tal forma contra símbolos de sua fé, como o Rei da Cidade Branca de Saradomin, o Rei Icyene de Namos e o Grão-Mestre dos Cavaleiros Brancos.

Não desejando se render para os rebeldes traidores e os hereges Armadyleanos, Gaston tentaria assassinar o Rei Erik usando um lealista religioso, porém, falharia miseravelmente e seria forçado a se render, principalmente por maior parte de sua própria família fugir pelas rotas secretas do Castelo, abandonando Gaston para seus poucos aliados. Após se render, Gaston participaria da cerimônia de coroação de seu irmão mais novo Alain-Auguste, que seria escolhido pela maioria absoluta dos membros do Alto Conselho.
Após Alain-Auguste ser nomeado com a benção do Bispo de Ardonha, Gaston e seus aliados seriam banidos de Kandarin e deveriam nunca mais pisar em solo Kandariniano ou da Aliança dos Povos Livres e seria declarado "Inimigo Público" da Aliança.

Como suas primeiras ações, Alain-Auguste fortaleceria seus laços com a Aliança dos Povos Livres e se comprometeria em pagar os valores em ouro que Asgarnia exigiria para evitar um conflito armado. Rei Alain também re-distribuiria suas tropas para apoiar a Grande Reconquista e ordenaria que a Inquisição Kandariniana seja desfeita imediatamente.
Ikovia exigiria que Kandarin se redimisse com os Armadyleanos de seu próprio território permitindo que eles possam cultuar Armadyl abertamente, já que até então Templos de Armadyl não seriam permitidos em Kandarin. Alain aceitaria, apesar de ser praticamente uma obrigação dele fazer isso, e a Ordem dos Sacros Vigilantes de Armadyl começariam os preparativos para levantar Templos de Armadyl em Kandarin.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Qui Jun 29, 2017 3:16 pm

William e Desdemona seriam enviados para o subsolo do Platô do Ritual Mahjarrat em busca dos resquícios de um poderoso artefato, porém ao chegarem lá encontrariam diversas criaturas, tomadas por gelo, destruídas ou com seus habitats mudados de localidade, claramente mostrando que teriam sido combatidas pelos últimos meses em busca de algo.

Ao investigarem mais, encontrariam acampamentos abandonados do que parecia ser membros da Ordem Esotérica, e então somando um mais um, notariam que os habitantes da Fortaleza de Ghorrock já teria reunido maior parte dos componentes necessários para o Bastão.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Qui Jul 13, 2017 4:43 pm

Com o decreto Imperial do Imperator Vlad Drakash Augustus em relação ao Saradominismo, Entrana ficaria absolutamente furiosa, quase imediatamente chamando uma Cruzada para Misthalin, porém, nesse dia a Luz de Saradomin brilharia sobre Entrana e os Icyenes pousariam lá, imediatamente iniciando hostilidades, porém nenhum Icyene carregaria armas e estariam completamente pacíficos, não respondendo acusações e apenas convocando os Saradoministas de Entrana para uma reunião na Grande Catedral de Entrana.

A Igreja Icyenica e a Igreja de Entrana ficaria mais de oito horas em reunião secreta, completamente protegida por encantamentos Icyenes do mais alto nível, até que finalmente, o Sumo-Sacerdote de Entrana e o Rei Tar-Mairon sairiam de dentro da Catedral, lado-a-lado e sorridentes, como se não estivessem em guerra até poucas horas atrás. Eles declarariam publicamente que as duas Igrejas teriam se unido, se transformando na Igreja de Saradomin aonde a cede continuaria em Entrana.
Uma nova votação para Sumo-Sacerdote seria feita em menos de uma semana, o qual seria escolhido um Icyene de muita influência entre tanto humanos quanto Icyenes, chamado Sumo-Sacerdote Andronicus I, Espada de Saradomin.

A primeira ação como líder religioso, Andronicus diria que os Cruzados Saradoministas em território estrangeiro deveriam ser convocados de volta e enviados para seus lares, que A Igreja focaria agora em seus seguidores, imediatamente voltando a reparar e construir mais templos e igrejas em território que teria permissão para tal, focando em Kandarin e Misthalin. Andronicus acalmaria os nervos dos Lordes Saradoministas de Misthalin, dizendo que rebelião naquele momento iria causar a morte de todos e uma guerra gigantesca, ao invés disso, que poupassem seus esforços e tesouros e focassem em continuar mantendo o Rebanho na Luz de Saradomin.

Asgarnia sairia da situação de Cerco, voltando a abrir suas fronteiras e lentamente se recuperando da recente Guerra Civil, porém, a situação de seu governante ainda seria mantido em sigilo por não terem decidido sobre ainda. Andronicus declararia que os Kinshras seriam perdoados de seus crimes se os Cavaleiros envolvidos no Massacre do Templo fossem entregues, e assim os Cavaleiros Negros fariam, imediatamente conseguindo seu perdão Real de Asgarnia e voltando a estabilidade em Asgarnia, porém, o povo não esqueceria e comumente aconteceria assassinatos de Zamorakianos, muitas vezes as autoridades dos Cavaleiros Brancos ignorando completamente.

Andronicus I viajaria pelos Templos de Saradomin em todas as nações que teriam tais, se reunindo com governantes estrangeiros para melhorar relações. Ele começaria em Kandarin, passando uma semana com o jovem Rei Alain-Auguste e participando das cerimônias da região, ele também visitaria Ikovia e passaria algum tempo com o Rei Erik Adler, em seguida, viajaria para Asgarnia e faria discursos para acalmar os Saradoministas Asgarnianos, os mais "leais". Ele se comprometeria a visitar as comunidades Saradominstas em Chernigov e os Templos em Misthalin.

Grupos mais extremistas de Saradoministas em Misthalin, que não concordariam com a postura pacifica de Andronicus I, criaria uma Ordem chamada "Ordem da Santíssima Corrente", eles seriam reconhecidos por carregarem correntes de ouro presas em volta de sua cintura e torso, que seriam abençoadas. Eles perseguiriam e matariam, de forma secreta, Zarosianos e Zamorakianos em Misthalin. O seu lema seria "Vivemos nas sombras para servir a Luz" e seus métodos seriam reconhecidos, por sempre ao encontrarem os corpos dos mortos pela Ordem, estarem crucificados e presos por correntes de aço ou enforcados por correntes.
A Igreja de Saradomin diria que não teria nenhuma relação com essa Ordem, alegando que eles seriam contrários a nova administração da Igreja.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Qui Jul 27, 2017 1:13 am

Eventos da Saga - Terra Selvagem


Enquanto Chernigov estaria ocupada lutando suas guerras, os diversos bandos de mercenários seriam unificados em um único exército mercenário relativamente gigante, sendo chamados agora de "Campeões Aspirantes", sendo por sua maioria ex-saqueadores, mercenários e ex-soldados Chernigovianos, fortemente doutrinados pela Lâmina de Ébano, sendo completamente fiéis a Zamorak, a um ponto que seria questionado como isso teria sido feito com uma presença tão forte dos descrentes em Chernigov.

Os Campeões Aspirantes usariam armaduras de placa em seu total, tendo grande semelhança aos relatos dos soldados "humanos" da nova Legião Ardente de Astha'Roth, porém, seriam armaduras menos massivas e carregariam os crânios de seus inimigos derrotados por toda parte. Outra diferença por parte dos Campeões Aspirantes, é que eles adotariam um misto do militar Chernigoviano, Tartosi e demoníaco da Legião Ardente.

Esses mercenários Zamorakianos serviriam aos lordes e chefes Chernigovianos em suas disputas pessoais por poder, mas claramente não se envolveriam em ações diretas contra Chernigov. Eles criariam um forte pessoal para os mesmos no antigo Templo de Zamorak na fronteira com o país Troll, transformando o Templo em um misto de Fortaleza e Templo.

Os Campeões Aspirantes se dividiriam em:
1. Campeões do Caos, soldados humanos com a "benção de Zamorak", tornando-os mais fortes e maiores. Eles usam armaduras pesadas, escudos torre, espadas e tendem a formações defensivas, porém, sempre para o ataque.
2. Campeões da Fúria, vestidos similar aos anteriores, a diferença é que usam grandes alabardas de batalha, completamente especializados em matar cavaleiros.
3. Campeões da Tempestade, vestidos similar aos anteriores, a diferença está que montam cavalos em trajando proteções de malha. Esses Campeões carregam espadas e escudos retangular, porém sua arma principal é a lança de arremesso.

Quando a Fortaleza dos Campeões Aspirantes estivesse construída em território neutro nas montanhas, o líder dos mercenários ofereceria seus serviços a Czarina de Chernigov.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Qui Jul 27, 2017 1:23 am

Eventos da Saga - Território do Império Zarosiano


Meses após a declaração de "Império Zarosiano" por parte do Imperator Vlad Drakash Augustus, os Zamorakianos no território do mesmo entrariam em estado de desespero, por temerem as ações dos possíveis oficiais Imperiais que seriam colocados no futuro próximo. Temendo por perseguição, os Zamorakianos se uniriam e pressionariam o Imperator a colocar em seu conselho um representante Zamorakiano, já que uma grande porcentagem do Império seria composto por Zamorakianos.

Aproveitando que os Zamorakianos estariam tomando essa ação, os Saradoministas no Império fariam o mesmo, sugerindo um de seus Bispos para o Conselho Imperial, praticamente exigindo isso. O território Misthalinta do Império seria de maioria Saradominista e isso deveria ser levado em conta, acreditaria os Saradoministas e principalmente o Bispo em questão, que seria o líder do movimento.

Por parte dos recém posicionadas autoridades Zarosianos, eles acreditariam que ambos poderiam sim ganhar representantes, porém o Imperator deveria manter claro que o nome do seu império contém "Zarosiano" e não "Império Zarosiano-Zamorakiano-Saradominista".

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Qui Jul 27, 2017 1:27 am

Eventos da Saga - Wushanko


Por causa da perda gigantesca de finanças e homens na Invasão de Misthalin, Wushanko passaria por uma crise financeira. A Coroa Imperial teria que arcar com o custo de sua gigantesca marinha, mesmo debilitada, por um bom tempo até vender parte da mesmo ou conseguir pagar todos os valores deixados para trás.

A quantia exorbitante de ouro usado durante a Invasão faria que não tivesse ouro para pagar a manutenção geral de suas províncias, jogando Wushanko em uma crise de saúde e segurança. Os Piratas se aproveitariam da falta de guarnições nas ilhas do interior para começarem a saquear todos navios mercantéis que conseguissem por suas mãos, enquanto em chão, os vassalos do Imperador começariam a disputar entre si por pequenos territórios, já que eles teriam investido muito e ganhado nada.

As fagulhas de uma rebelião civil e, ao mesmo tempo, uma guerra civil por causa de vassalos descontentes estariam estourando aos poucos, o Império Wushankosi estaria a beira de um conflito que poderia acabar com o trabalho de Saga.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Qui Jul 27, 2017 1:31 am

Eventos da Saga - Território da Horda Negra

Com as derrotas em Maikop e Gestohlen, a moral dos Trolls e a reputação de Pedra Negra cairiam muito, muitos dos chefes guerreiros duvidando da liderança e sabedoria de seu líder, inclusive muitos aproveitando para desafia-lo e tentar retira-lo do poder, porém, falhando miseravelmente.

Pedra Preta conseguiria sustentar a situação mostrando aos Trolls que a derrota em Maikop não teria sido tão grande, já que o exercito humano de Chernigov teria sido quase aniquilado junto, e graças as capacidades dos Trolls, eles facilmente estariam se recuperando. Enquanto Pedra Preta sofreria para manter a situação no minimo sob controle, o Xamã de Pedra desapareceria, alegando que precisaria "fazer serviços necessários".

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Qui Jul 27, 2017 1:36 am

Eventos da Saga - Império Menaphita

Pelo Império Menaphita ter tecnicamente ajudado o Império Wushankosi na invasão, a Rainha Faraônica Serqet tomaria uma ação de prevenção: Colocaria taxas moderadas nas construções Saradoministas em Al-Kharid, porém construiria e recuperaria a fé Menaphita na região.

Al-Kharid em alguns meses se tornaria um bastião Menaphita para contra o Império Zarosiano, os Menaphitas já teriam um histórico de dor e sofrimento com os seguidores do Lorde Vazio, e não pretendiam cair nas artimanhas dos mesmos novamente. Todas fronteiras com o Império Zarosiano seriam fortificadas, postos avançados construídos, armas de cerco posicionadas para a proteção tanto de inimigos de chão quanto inimigos aéreos, e principalmente, braseiros sagrados do Panteão Menaphita seriam colocados nas cidades para expurgar as sombras.

Serqet criaria uma Ordem de Guerreiros Menaphitas em Al-Kharid, treinados especialmente para combater demônios, vampiros e lobisomens, porém ela seria mantida em segredo, a ordem seria chamada "Ordem do Sol de Prata" e carregariam como brasão um sol prateado. Eles trajariam armaduras leves e carregariam armamentos feito de prata especialmente desenhadas para enfrentar vampiros, como também, desenvolveriam novas armas para combates as criaturas.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Qui Jul 27, 2017 1:40 am

Eventos da Saga - Reino Élfico de Tirannwn

O Reino Élfico de Tirannwn entraria em um grande investimento em armamentos e defesas. Inimigos teriam se instalado em suas fronteiras no passado e isso não se tornaria mais possível.

As florestas seriam guardas por patrulhas de elfos ágeis, a costa seria protegidas por balistas que disparam setas de cristal mágicas, capazes de explodir navios com disparos únicos. E as montanhas seriam protegidas por magias élficas, impedindo inimigos de atravessar as passagens.
Tirannwn faria acordos com Kandarin para ajuda-los em uma possível guerra se a Legião Ardente resolvesse tomar uma ofensiva, porém, como parte do acordo, Kandarin teria que se comprometer em apoiar totalmente a Ordem da Luz de Daelirn Cadarn.

Por parte da Ordem da Luz, já que agora a Ordem Esotérica do Lorde Vazio teria se tornado pública e sendo lentamente aceita na sociedade do Império Zarosiano, eles tomariam a iniciativa de caçar e eliminar os membros de tal ordem de importância nos Reinos da Aliança dos Povos Livres, usando como apoio o Serviço Secreto de Kandarin e os Guardiões de Armadyl.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Qui Jul 27, 2017 1:48 am

Eventos da Saga - Legião Ardente de Astha'Roth

Em Infernus, graças as vitórias de Azth'Rakar a muitos anos humanos atrás, o mundo nativo dos demônios seria quase totalmente Zamorakiano. A gradativa derrota dos Zarosianos graças as derrotas esmagadoras dos mesmos para Azth'Rakar a muitos anos, teriam os feito entrar em um constante declínio.
Astha'Roth teria ajudado em muitas batalhas em Infernus após a morte de Azth'Rakar, para redimir seu nome, e atualmente, seria um dos Generais de Zamorak mais bem conhecidos. Graças a isso, ele conseguiria convencer as Legiões Demoníacas a começar o que ele chamaria de "Tempestade do Caos" em Guilenor: 13 gigantescas fendas seriam abertas em Infernus e lentamente seriam abertas em Guilenor também.

A Tempestade do Caos se prepara no horizonte, e a Legião Ardente estava pronta para ela. A Ilha das Almas teria se transformado em uma ilha corrompida pela magia demoníaca, os seus humanos se tornado em seres de puro caos, servindo com lealdade a Astha'Roth, enquanto seus escravos fazem o trabalho braçal.
As cidades seriam enormes fortalezas de muros negros, com fumaça negra saindo das mesmas e barulho de industrias intensamente. Armas de cerco teriam sido construídas as centenas e armas para batalha aos milhares, a Legião Estaria pronta.

Ouviria-se boatos de humanos modificados pelo poder caótico dos demônios, pelos experimentes de Astha'Roth. Seriam humanos com mais de dois metros de altura e capazes de lutar com mais ferocidade e sustentar mais peso, calor e fadiga que qualquer humano normal, eles seriam chamados de "Guerreiros do Caos".

Existiriam boatos de fendas lentamente se abrindo em diversas regiões de Guilenor, ao mesmo tempo que os líderes das diversas facções Zamorakianas desapareceriam ...


_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro
Lorde
Lorde


Mensagens : 845
Data de inscrição : 17/05/2015
Idade : 17

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Seg Jul 31, 2017 6:24 pm

A Horda Selvagem

Com a marcha para o oeste promovida pelo Tlatoani Grommkar, os remanescentes da Horda Selvagem no sudoeste, que ficariam para trás, se poriam em marcha para o saque de todas as aldeias e caravanas ao redor de Tai Bwo Wannai, cortando totalmente as rotas de suprimentos da Capital de Ekhaya e o contato com o mundo exterior, armando emboscadas, derrubando árvores frutíferas, roubando armamentos e suprimentos e salgando a terra, assim como levando consigo alguns poucos cativos. Tai Bwo Wannai só poderia se manter com os suprimentos por ela produzidos, e quando o inverno chegasse...

Enquanto isso, diversos oficiais e o próprio Grommkar, durante sua marcha, entrariam em contato com um aliado inesperado, os quais aceitariam se unir à Horda, quando chegasse a hora.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Seg Ago 07, 2017 6:30 pm

Quando uma estação fecharia completamente, as fendas começariam a se expandir, chegando em seu estágio médio. Nesse estágio, elas emanariam energia corrupta de Infernus, afetando em uma curta distância a fauna e flora local, porém, ainda não seria visível ao olho nu e destreinado.
Magos experientes em Demonologia e Ocultismo poderiam localizar as fendas agora através de rituais, já que sentiriam a mudança na magia de regiões.

As fendas estão nas seguintes regiões:

Sul de Gu-Tanoth, nas Montanhas de Feldip;
No Grande Pântano Venenoso no Território Élfico;
Nas proximidades de Ikov;
Nas proximidades de Fronteiriça;
No Pântano de Lumbridge;
Nas proximidades da Capital de Chernigov;
Nas proximidades de Longomuro;
Nas proximidades de Belokurikha;
Nas proximidades de Kursk;
Nas proximidades de Vladisgrad;
Nas proximidades de Darkmeyer;
Nas proximidades de Uzer;
Nas proximidades de Menaphos.

Kandarin reagiria com certa velocidade a fenda se expandindo no sul de Gu'Tanoth, já que agentes Ikovianos teriam a reconhecido. As Forças Kandarinianas seriam reunidas e enviadas sul, para fortificar Gu'Tanoth e levantar um perímetro de defesa na região.

Não demoraria para os elfos sentirem a mudança nos ares de suas florestas, então, rapidamente localizando a fenda. Eles criariam defesas mágicas com cristais em volta do pântano e também bloqueios, aguardando pelo que daria aquela fenda.

Em Menaphos, os Magos Sacerdotais do Panteão Menaphita localizariam também a fenda na proximidade da Capital, imediatamente criando pequenos fortes na região para observar o avanço do mesmo. O Conselho de Menaphos começaria a reunir suas forças, se preparando para a guerra.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro
Lorde
Lorde


Mensagens : 845
Data de inscrição : 17/05/2015
Idade : 17

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Qua Ago 09, 2017 9:37 pm

O Herdeiro Redivivo

Com a atenção dos kharidianos focada na fenda demoníaca kharidiana, Ahmad começaria a agir. Tomando o nome falso de Suleiman Al-Mansur, ele voltaria a investir em um novo império comercial kharidiano, e na Companhia Dourada, seus mercenários.

Ao mesmo tempo, com sua identidade real, ele buscaria uma aliança com Amascut na Cidade Arrasada, Pollnivneach. Ela concederia a ele o uso das criaturas criadas pela Máquina Subterrânea em troca de almas, e da sua própria, quando este viesse a ser morto novamente. Como uma adição, ele ofereceria a alma de alguém que já estaria vivo há muito, muito tempo. Ele então poderia sair de lá com uma poderosa horda, sem poder ser afetado pelos, agora mortos, bedabinos e bandoleiros.

Após isso, ele prosseguiria para a Pirâmide de Jaldraocht, depois de recuperar o poderoso Cetro do Faraó e usaria-o para controlar as múmias ali presentes, aumentando ainda mais sua hoste de criaturas, e aproveitando para erguer de baixo das areias milhares de mortos pelas inúmeras batalhas kharidianas.

Como última jogada, ele ainda rumaria à Masmorra de Fumaça, fazendo contratos com os inúmeros demônios ali presentes, oferecendo-lhes muita destruição e poder. Ele então enviaria um de seus confidentes como espião aos entrepostos ao redor de Fenda, e outro a Menaphos, para observar a Usurpadora de perto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro
Lorde
Lorde


Mensagens : 845
Data de inscrição : 17/05/2015
Idade : 17

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Qua Ago 09, 2017 10:35 pm

O Imperador no Oriente

Com a derrota esmagadora de Wushanko nas mãos de Misthalin, Saga precisaria encontrar alguma manobra para impedir a rebelião iminente. Para isso, ele conferiria títulos honorários a muitos de seus vassalos, assim como um Conselho liderado pelos khans mais influentes ou homens mais astutos.

Isso feito, a primeira coisa a ser feita seria vender luxos desnecessários no Palácio de Hanto, usando o lucro para garantir contratos da Lótus Fatal contra os vassalos mais perigosos do Khagan que não fariam parte do Conselho. Após isso, o Mestre da Moeda Tsukikage Zinshi seria encarregado de "encontrar" ouro - empréstimo de bancos ocidentais - para contratar corsários para lutar impedir as invasões piratas. Também seria feito um investimento pesado na indústrialização nacional, visando fortalecer o comércio interno assim como pagar a futura dívida com os banqueiros.

O exército e marinha sobreviventes de Wushanko, assim como novos recrutas, passariam por uma grande reforma, fortalecendo a tradição naval do Império, assim como usando as fábricas e minas de Zuanshi, com o apoio do Lobo Dourado Zinshi, para armar os veteranos do exército estilhaçado.

Seriam instituídas também leis criminalizando ações conjuntas como o Conselho do Escudo, impedindo a compra de votos no Kokkai por confederações. Imigrantes ocidentais passariam a ser perseguidos ou exilados, exceto os menaphitas. Os que se recusassem a partir seriam mandados para pequenos "campos" costeiros, onde seriam sacrificados para os deuses dos mares.

O Conselho dos Ocultistas, influenciados pelo Culto do Deus Sombrio, passariam a usar de suas maldições e seus espíritos para fins obscuros. Muitos dos presos políticos e criminosos seriam sacrificados para a Divindade Oculta. Eles também passariam a recrutar adeptos no ocidente, secretamente. Estes, muitas vezes, se infiltrariam na corte de nobres.

O Conselheiro do Khagan, por fim, enviaria o herdeiro imperial, Yangdi Mong, para ser treinado pelos Ocultistas até que completasse vinte e cinco anos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro
Lorde
Lorde


Mensagens : 845
Data de inscrição : 17/05/2015
Idade : 17

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Qua Ago 09, 2017 10:42 pm

O Rei na Selva

Passados meses sob cerco da Horda Selvagem, engajando os mesmos uma ou duas dúzias de vezes em guerrilhas em Tai Bwo Wannai, Naara estaria ficando impaciente. Seria quando seu aliado Hazeel o contataria, constatando que sua arma estaria preparada. Para não prejudicar o plano de Naara de jogar Ikovia contra a Horda Selvagem, o ritual seria feito nas proximidades de Brimhaven, e levaria apenas nove meses para surtir efeitos, primeiro em Brimhaven, e depois a praga se espalharia como um câncer...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro
Lorde
Lorde


Mensagens : 845
Data de inscrição : 17/05/2015
Idade : 17

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Qua Ago 09, 2017 10:59 pm

O Rei no Norte

Os ideais pacifistas do velho Alto-Jarl Balder, na atualidade, seriam contestados por muitos, os quais desejariam retornar aos seus antigos caminhos de saque e glória em batalha. Entre esses, surgiria Uldrik, filho de Sigurdr, um dos Huscarls de Vasador, Alto-Comandante de Sjaelle (Miscelânia) e confidente do atual Jarl de lá. Ele manipularia o mesmo, expansionista, a convocar simpatizantes para um possível golpe. Uldrik, por sua vez, contataria assassinos entre os fremenniks, assim como guerreiros veteranos.

Como um último passo para contestar a posição de Balder, ele faria todo o seu esforço para, discretamente, reunir saqueadores, navegadores e guerreiros entre seu povo para o que seria chamado de O Grande Saque a Kønugård, como os fremenniks se referiam a Chernigov.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro
Lorde
Lorde


Mensagens : 845
Data de inscrição : 17/05/2015
Idade : 17

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Qua Ago 09, 2017 11:13 pm

O Rei dos Piratas

A colônia estabelecida em Mos'Ino Fensivo pelos wushankojin seria muito distante para ser guarnecida corretamente, além de ser uma nação que estaria extremamente enfraquecida pela guerra. Se aproveitando disso, o Capitão Nathan Rivers lideraria contra-ataques piratas às colônias ocidentais nos mares do leste, tomando a Ilha Dente de Dragão e Mos'Ino para a Confederação Pirata. O homem, um demônio dos mares, como demonstração de seu poder, teria conquistado as colônias com apenas metade dos navios que guarneciam as mesmas, incluindo seu gigantesco galeão, o Asa da Morte, uma verdadeira fortaleza marítima.

Feito isso, além de se aproveitar da estrutura das colônias, ele transformaria as mesmas em pedágios para a passagem do oriente para o ocidente e vice-versa. Além disso, ele subjugaria os piratas freelancers dos mares orientais, e passaria a se autodenominar o Rei dos Piratas e dos Mares, fundando o Reino Titular dos Piratas. A capital do mesmo... Seria o navio do Capitão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   Qui Ago 10, 2017 11:06 am

Império Menaphita


Os agentes do Íbis Negro que estariam no encalce do rebelde renascido estranhariam seu sumiço e a suspeita nova companhia mercantil que cresceria exageradamente rápido. Com isso, o Império Menaphita exigiria que essa nova companhia, como todas as outras, aceitassem agentes do governo para averiguarem suas finanças e ações mensalmente, o que eles fariam de diferente, seria ao invés de enviar tesoureiros e homens de negócios, enviaria agentes do Íbis Negros disfarçados como tal.

Com o distúrbio entre os mortos em todo o Deserto do Kharid como também a movimentação de criaturas, um aviso seria dado aos vassalos Imperiais: Que as forças Imperiais fossem reunidas e que as ordens de cada Deus do Panteão Menaphita, que atualmente cada um teria uma ordem os representando, reunissem suas forças ou homens de conhecimento para a defesa do Império Menaphita. Cada cidade seria fortificada e seria declarado situação de cerco, inicialmente a Rainha Faraônica alegaria que a Fenda que estaria abrindo seria uma comprovação de uma segunda invasão demoníaca ao Deserto, e que sob a benção do deuses, isso não causaria a queda do Império novamente.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Notícias da Saga   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Notícias da Saga
Voltar ao Topo 
Página 6 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Reinos de Guilenor :: Saga 1 - Guilenor :: Interpretações-
Ir para: