RPG no universo de Guilenor
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Novo Tópico   Responder ao tópicoCompartilhe | 
 

 Purificação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2433
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Purificação   Seg Jul 11, 2016 5:47 pm

Com a os seus Capítulos abertos em Ikovia, o Alto Vigilante Karl Franz reuniria uma comitiva de cem irmãos e irmãos em armas e partiria para Ardonha. Na grandiosa capital do Reino de Kandarin, ele teria uma reunião com a Rainha Constance e seu tutor Damien Carnillean.

Na sala da corte Kandariniana, teria-se uma relativa longa reunião com Constance questionando as intenções da Ordem e Damien duvidando das mesmas. No fim, Constance permitiria a abertura de Capítulos da Ordem em Ardonha, Bonn e Piscatoris, porém, a decisão poderia ser questionada quando Louis Carnillean retornasse de batalha.

Com essas decisões e os juramentos do Senescal de Kandarin e os Lordes Vigilantes dos três capítulos, Karl Franz entregaria aos quatro os planos de operações iniciais da Ordem em Kandarin.

Ainda no mesmo mês, todos os capítulos seriam abertos e as seguintes tarefas teriam-se começo:


  • Em Ardonha, teria-se o inicio de uma oficina de ferreiros e artesãos de madeira, principalmente na Ardonha Ocidental. Essa ação teria-se a justificativa de colocar os cidadãos mais humildes que ainda teriam em enorme quantidade naquela área de metrópole em serviço. Eles receberiam salários modestos de acordo com a importância do trabalho.
  • Em Bonn, a operação seria para criar rotas seguras para refugiados do sul que fugiam dos Bandosianos, como também, patrulhas na costa e nestas rotas. Nas aldeias aonde se passariam essas rotas, se abriria um hospital de campo pelos Vigilantes.
  • Em Piscatoris, os Vigilantes seriam recebidos muito mal pelo "Duque Johann", porém, ele obedeceria o que a Rainha Constance teria decidido. No Capitulo de Piscatoris, seria aberta uma oficina de artesanato, para apoiar os pobres que enchiam as ruas, principalmente mulheres dos falecidos das batalhas que aconteceram no último ano.
  • Em todos os Capítulos, dentro de suas oficinas, hospitais de campo e Capítulos, teriam missas Armadyleanas e pequenos eventos para confraternização.

_________________


Última edição por Lucas em Sab Jun 24, 2017 5:50 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2433
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Purificação   Sab Out 01, 2016 12:33 pm

Com o crescimento evidente da Ordem em Ikovia e Kandarin, a Ordem começaria a fazer seus primeiros movimentos.

Em Ikovia, com as mensagens de que Aglarost estaria sobre sítio por forças demoníacas, o Alto Vigilante Karl Franz decidiria intervir. Ele faria convocação para os Vigilantes em Armas e os reuniria em Ikov, começando sua marcha em direção de Catherby.

Em Kandarin, com o número gigantesco de refugiados nos campos de refugiados e hospitais da Ordem em Bonn, o Senescal Hinz Abraham daria a ordem para a Ordem convocar todos os seus Vigilantes em Armas e enviar para o Capitulo Bonn. Eles seriam ordenados a proteger o acampamento de refugiados enquanto eles são tratados e enviados para o sul.

Divisão Ikovia:

100 batalhões de Vigilantes em Armas (5.000 homens e mulheres, treinados)
37 batalhões de Vigilantes em Armas (1.850 homens e mulheres, treinados)

Divisão Kandarin:

60 batalhões de Vigilantes em Armas (3.000 homens e mulheres,treinados)
24 batalhões de Vigilantes em Armas (1.200 homens e mulheres,veteranos)

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2433
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Purificação   Ter Out 04, 2016 12:36 pm

- FLASHBACK -
((Poucos dias após o Massacre da Legião))

Com o final da batalha e Ikovia ocupando Troyes e Aglarost por questões de segurança, o Alto Vigilante Karl Franz daria ordens para ocuparem duas construções abandonadas das duas províncias e faria capítulos ali, de forma quase improvisada.

Conseguindo aprovação do Rei Erik, que ainda estaria em Catherby, a Ordem começaria a construir enormes braseiros sagrados sobre os capítulos, castelos e locais de importância no Sacro Reino. Tornando as cidades Ikovianas em verdadeiras chamas perante a escuridão.

Durante a Reunião do Conselho Real que aconteceria ainda naquele mês, o Alto Legionário explicaria suas motivações, dizendo que a Legião teria atacado muito próximo de Ikovia e que a nação estaria, mais do que nunca, ameaçada pelas forças das sombras. A Arqui-feiticeira Leonna Adler concordaria com Karl Franz, também apontando e mostrando provas das ameaças que se esgueiram nas sombras.
O Conselho acabaria aceitando as motivações de Karl Franz, ele e a Arqui-Feiticeira então começando um projeto que nomeariam "O Farol".

Também seria pago os gastos dos Sacros Vigilantes as seus membros graças a sua convocação em armas.

Gastos: 160.000 moedas de ouro

_________________


Última edição por Angelloh em Ter Nov 08, 2016 5:34 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2433
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Purificação   Ter Nov 08, 2016 5:23 am

Com a ameaça imediata reduzida, o Alto Vigilante Karl Franz tomaria a decisão de diminuir a necessidade de Sacros Sentinelas em Catherby e Aglarost. Seriam enviados de volta a seus capítulos todos os Vigilantes do Reino de Kandarin, enquanto metade dos membros dos capítulos de Ikovia seriam enviados de volta, mantendo um número significativo nas duas províncias.

Os Vigilantes focariam suas atenções nos Hospitais de Campo e Campos de Refugiados, tentando lidar com os feridos e os doentes que estariam em grandes números. Os membros armados lidariam com os grupos de cultistas fanáticos que começariam a mostrar problemas, como também, a grande onda de violência e assaltos principalmente em Aglarost, graças a invasão da cidade e destruição tanto da maior parte do exército de Aglarost quanto de Catherby.

Os Vigilantes não desobedeceriam a decisão da Regência Kandariniana em relação a conversão pública, eles não fariam referências, cultos ou qualquer menção a Armadyl durante as missões, porém, os Hospitais de Campo e Campos de Refugiados construído pelos mesmos tecnicamente pertenceria a Ordem pelo tempo que estariam levantados, sendo assim, seria território neutro, ali, eles fariam orações a Armadyl e conversões.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2433
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Purificação   Qua Jan 11, 2017 7:47 pm

Com a Lady Vigilante Frida Franz posta para julgamento, o Alto Vigilante Karl Franz iria pessoalmente para Ardonha com a intenção de ser seu advogado e também marcar uma reunião para entregar projetos ao Rei Louis.

O julgamento seria relativamente rápido, com as acusações sendo feitas e a defesa explicada com o julgamento da ordem e os eventos que teriam ocorrido em Piscatoris, porém o Rei Louis já teria sua decisão e baniria Frida Franz de Kandarin e exigiria um pagamento de 200.000 moedas de ouro da Ordem dos Sacros Vigilantes.

Após o julgamento, o Alto Vigilante entregaria os projetos para o Rei Louis. O projeto seria para a reconstrução da economia de Kandarin através da união de projetos entre as ordens de Kandarin e os Vigilantes, para isso, seria necessário que Kandarin permitisse a construção de capítulos em metade de suas províncias. Louis permitira, porém exigiria que fosse aplicado agentes do governo em cada capitulo para observar as ações dos Vigilantes, como também, que a Ordem de Santa Elspeth tivesse um capitulo para cada capitulo dos Vigilantes em Kandarin. Os censores iriam fiscalizar os vigilantes em seus capítulos e as ações da ordem nessas províncias. Eles seriam 3, um nomeado por Louis, um nomeado pelo senado e outro pelo governante a província onde o capítulo está.

Após esses assuntos, Karl Franz convocaria uma Reunião com o Clero da Igreja de Armadyl, no Grande Templo de Ikov, aonde discutiriam a decisão do Rei Louis em relação a Piscatoris. Em sua maioria, o Clero desaprovaria as ações do Rei Louis porém decidiria não tomar nenhuma ação premeditada, encarregando então Karl Franz de observar Kandarin e tomar todas as ações que ele achar necessárias.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2433
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Purificação   Seg Abr 17, 2017 11:31 am

Com as recentes conquistas da Grande Reconquista, o Rei Louis e o seu Conselho aceitaria a proposta do Alto Vigilante Karl Franz de aumentar o limite de recrutamento de 2.000 para 5.000, para assim os Vigilantes-em-Armas poderem reforçar as hostes da Grande Reconquista.

Com a aceitação da Coroa de Kandarin, a Ordem imediatamente começaria o recrutamento de veteranos de guerra, nobres e soldados com experiência, recrutando então 5.000 veteranos de batalha entre novos membros e antigos membros em Kandarin.

Gastos:

100 batalhões de Vigilantes-em-Armas (veteranos, 5.000 homens e mulheres) = -180.000g (-25%)


Com esse pesado recrutamento, por onde a Grande Reconquista passasse, a hoste de 5.000 Vigilantes-em-Armas passaria atrás. Eles assegurariam a ordem e segurança da posse dos novos Lordes Kandarinianos em suas províncias, como também expurgariam a grande fé que ameaçaria a paz de Ikovia e Kandarin, o Bandosianismo. Apesar de Ikovia não ter nenhuma lei contra os cultos a Bandos, a Ordem dos Sacros Vigilantes de Armadyl a veriam como uma ameaça a paz, justiça e a liberdade, imediatamente agindo contra os cultos e colocando aqueles que não aceitassem deixar sua fé na fogueira sagrada ou na lâmina do executor.

Após meses de ação nas províncias recém capturadas, os Vigilantes liderados por Karl Franz iriam para apoiar a Grande Reconquista.


_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2433
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Purificação   Dom Jun 11, 2017 8:59 pm

Com as ações de Gaston e a Revolução Kandariniana, Karl Franz reuniria sua hoste de Vigilantes-em-Armas e desceria sul, tomando imediatamente ações diretas e indiretas para proteger os capítulos da Ordem dos Inquisidores Kandarinianos.

Após isso ser feito, eles usariam seu poder militar para proteger a migração dos Armadyleanos indefesos para o sul, aonde fariam seus campos de refugiados, enquanto também guiariam os rebeldes para norte, para pressionar Gaston em sua capital.
A ordem usaria seu tesouro pessoal em Kandarin, e também seus contatos com as Ordens Militares, para pagar alguns oficiais Kandarianos para evitar que tomassem ações agressivas contra os rebeldes, porém, seriam poucos e custaria um grande valor.

Após isso, o ouro dos Vigilantes em Kandarin seria movido para Ikovia por tempo indeterminado.

Gastos:
-1.000.000 moedas de ouro (Descontado dos cofres dos Sacros Vigilantes de Armadyl em Kandarin)

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2433
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Purificação   Sab Jun 24, 2017 6:08 pm

Com os eventos após a Batalha da Expulsão Wushankosi e também após os eventos da estranha reunião, Simon voltaria para a Fortaleza de Haeresis e começaria a finalizar as suas constantes e profundas pesquisas na Biblioteca de Efaritay.

Após reunir tudo que havia lá sobre Icyenes e Refinatas, ele pegaria toda essa informação e partiria para Ikovia. Simon Mercer se reuniria em absoluto segredo com a Arqui-Feiticeira Leonna Adler, o Emissário Daelirn Cadarn e o Grão-Mestre Joeger Burgstaller e teria uma discussão bastante áspera e agressiva que duraria horas.
Depois de muitas apresentações e formas de comprovar tudo que teria reunido, Simon convenceria os presentes da importância de lidar com Refinatas o quanto antes, o quanto ele seria uma ameaça e os problemas que ele poderia gerar, que ele sozinho provavelmente não poderia lidar com a criatura e que os riscos dele fazer sozinho seriam altos demais para principalmente Asgarnia, deixando todos os presentes confusos.

A reunião seria mantida em absoluto segredo, e na semana seguinte, seria fundada a Ordem da Sacra Trindade. A ordem teria o objetivo de expurgar e punir os maiores inimigos da paz que teria sido estabelecida no lado ocidental de Guilenor através das ações dos Saradoministas, Serenitas e Armadyleanos. A ordem adotaria partes das crenças das três religiões e adotaria as cores azul, cinza e ciano.
Com a enorme quantia de informação sobre Refinatas e Icyenes, a Ordem faria acordos com os Guardiões de Armadyl, os Cavaleiros do Templo e até os Cavaleiros da Morte para expandir o seu acesso a informações.
A Ordem teria o padrão de agir contra bandidos, criaturas e qualquer um que tentasse agir contra essa paz e estivesse dentro de territórios aonde ela seria permitida, que por enquanto, seria Kandarin, Ikovia e Priffdinas.

A Ordem teria seus primeiros soldados, pesquisadores e monges vindos de exércitos, ordens, nobres e até plebeus de diversas regiões que procuravam agir por "uma causa maior que fronteiras".
Existiria também um padrão, ou uma regra, que a Ordem sempre teria um "Grande Inimigo" declarado, e o seu primeiro inimigo declarado seria Refinatas. A Ordem não teria ainda um Centro de Operações fixo, mas Kandarin entregaria provisoriamente para eles um forte abandonado na costa de Catherby.
A liderança da ordem seria uma trindade, seriam três líderes cada um com os respectivos títulos: Grão-Paladino de Saradomin, Grão-Mestre de Seren e Grão-Cruzado de Armadyl.

_________________


Última edição por Lucas em Qua Set 27, 2017 4:37 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2433
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Purificação   Sab Set 09, 2017 4:11 am

A Ordem dos Sacros Vigilantes, em constante crescimento junto com a constante expansão da influência da Igreja de Armadyl e da Fé Armadyleana, faria uma gigantesca convocação em armas:

Em Kandarin, todos os corpos hábeis dos Sacros Vigilantes seriam convocados e liderados pelo Senescal de Kandarin em direção sul, para Yanille, aonde ao invés de guiar os civis que fogem das colônias em direção da segurança do norte, eles iriam com armas em punho para apoiar Kandarin em nas batalhas que estariam por vir.
Em sua estadia em Yanille, os Vigilantes criariam grandes rituais em sessões dos muros, tentando expurgar a Corrupção Demoníaca e mante-la sem efeito no restante de Kandarin, agindo como "barreiras sagradas" contra a expansão da corrupção de Astha'Roth.

Em Ikovia, os Vigilantes seriam convocados para Karamja. A maioria dos Vigilantes em Ikovia são médicos e curandeiros, sendo assim, eles seriam guiados pelos poucos Vigilantes-em-Armas para tratarem da Maldição em Brimhavem e parar seu avanço antes que alcance o restante de Ikovia.

Em Chernigov, o Senescal de Chernigov partiria em uma viagem para Asgarnia com a intenção de convencer a recém estabelecida ordem lá de marchar com os seus homens em direção a Chernigov, como também, tentar convencer nobres em Asgarnia de apoiarem Chernigov contra as Legiões Demoníacas. Enquanto isso, o Grão-Vigilante Karl Franz lideraria os Sacros Vigilantes de Chernigov, guiando-os para acompanhar o exército em fuga de Maikop, com a intenção de seguir as ordens da Czarina.

Constantes reuniões do Grande Consenso seriam convocadas e a Igreja de Armadyl se colocaria em alarme. Boatos de que eles estariam discutindo uma segunda Cruzada dos Justos, como também, convencendo os Aviansies a interferirem contra o que já estaria se espalhando pelo globo: A Tempestade do Caos.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2433
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Purificação   Seg Out 16, 2017 5:58 pm

A Igreja de Armadyl chegaria a um consenso: O Príncipe-Regente Casemir Adler deveria segurar sua segunda convocação de Cruzada dos Justos para um momento mais avançado da Tempestade do Caos. Isso não agradaria o Príncipe-Regente, porém ele aceitaria.

Porém, o que agradaria o Príncipe, seria o gigantesco financiamento que a Igreja de Armadyl faria para a candidatura do jovem Adler. A Irmandade usaria sua influência, junto dos Guardiões de Armadyl, de começar a levantar uma rede de alvos que tentariam manipular os votos para o lado do Grão-Duque Jonathan Smith.

A Ordem dos Sacros Vigilantes convocaria todos os seus Vigilantes de Ikovia e Asgarnia para Chernigov, o que seria semi-aceito. Os de Ikovia se dividiriam em 2/3 respondendo o chamado e o restante permanecendo para tratar a Maldição em Karamja e a Corrupção no sul de Kandarin. Os de Asgarnia responderiam totalmente, marchando norte. Os Sacros Vigilantes teriam uma nova arma contra seus inimigos agora, uma arma que Refinatas teria os fornecido.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2433
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Purificação   Seg Out 30, 2017 12:02 pm

Com mais de dez anos de existência, a Igreja de Armadyl estaria bem estabelecida e poderia começar a se comprometer em espalhar a palavra de Armadyl com melhor eficiência e agressividade politica e diplomática.

Para solidificar sua estrutura em Ikovia, uma gigantesca quantia de Sacerdotes, Missionários e Religiosos seriam espalhados por uma série de províncias Ikovianas, começando uma grande conversão, com todos os recursos que seriam necessários. Os missionários viriam das próprias províncias.

Hemenster

15% dos Saradoministas para Armadyleanos = 324.072g

Brimhaven

3% dos Zamorakianos
3% dos Saradominstas
5% dos Karamji

... para Armadyleanos = 53.717g

Festungen

5% dos Saradoministas para Armadyleanos = 29.686g

Gestohlen

10% dos Descrentes (Chernigovianos)
5% dos Zamorakianos

... para Armadyleanos = 25.500g

Seher

15% dos Saradoministas para Armadyleanos = 293.193g

Catherby

10% dos Saradoministas para Armadyleanos = 171.259g

Aglarost

15% dos Saradoministas para Armadyleanos = 263.497g

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Purificação   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Purificação
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você pode responder aos tópicos neste fórum
Reinos de Guilenor :: Saga 1 - Guilenor :: Interpretações-
Novo Tópico   Responder ao tópicoIr para: