RPG no universo de Guilenor
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Novo Tópico   Responder ao tópicoCompartilhe | 
 

 Trovão da Justiça

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Jonas
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/11/2016
Idade : 15
Localização : São Paulo

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Trovão da Justiça   Sex Fev 03, 2017 10:24 am

Jonathan foi designado por seu tio para ir em uma missão, a mesma se constituía em ir a uma fortaleza Fremennik aliada. De acordo com relatos ela foi "afundada" e Jonathan teria que investigar isso. Ele partiu com um grupo de Vanguardas e Magos. Chegando lá, ele encontra Guardiões de Armadyl para lhe ajudar, a tenente dos mesmo relata seu relatório para Jonathan. Após ouvir o relatório, Jonathan descobriu que a fortaleza foi ataca por uma espécie de monstro, e que aquela fortaleza foi construída para impedir que os monstros subam a superfície. Pelo que parece, ela veio a falhar.
Jonathan então decide entrar pelos caminhos subterrâneos da fortaleza para encontrar algo. Enquanto caminhavam eles escutam algum grito, era uma mulher que aparentava ter passado por grandes coisas, tanto psicologicamente quanto fisicamente. Após terminarem de andar pelos caminhos subterrâneos, eles se encontram do outro lado da fortaleza, no tempo que ficaram de baixo da fortaleza, eles não encontram nada além daquela mulher.
Mais a tarde, enquanto Jonathan limpava sua armadura, aquela mulher veio ao encontro dele. Ela dirá que queria agradecer pessoalmente. Depois de alguns minutos de conversa, ela veio a atacar Jonathan, se não fosse pela Tenente dos Guardiões, Jonathan teria morrido. Aquela mulher derramará um sangue negro e que parecia ser perigoso.
Após esse acontecimentos, o mago chefe disse que os monstros que atacaram a fortaleza teriam fugido pelo mar e que a missão dele ali já estava terminada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Matheus
Tar-Atanion
Tar-Atanion
avatar

Mensagens : 2725
Data de inscrição : 04/05/2015
Idade : 18

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   Sex Fev 03, 2017 4:00 pm

Após sua missão nas ruínas da Colônia Bárbara, Jonathan seria promovido ao posto de Tenente dos Vanguardistas, liderando agora dez divisões de cinquenta homens, tendo quinhentos ao seu comando no total. Num nível acima da hierarquia, ele seria destacado com seu pelotão para ir a Ardonha e entregar uma mensagem ao Príncipe Regente, Casemir. Jonathan partiria de Ikovia com seus homens e cumpriria sua tarefa com relativa facilidade: desde o Cerco de Ardonha, as regiões nortenhas e centrais do reino já davam sinais do retorno à calmaria e à segurança de outrora.

Em Ardonha, ele conversaria com Casemir, vendo sua difícil situação em relação aos ferimentos, e o ajudaria a amarrar ataduras. Casemir então faria-lhe um pedido, que participasse do baile no castelo, celebrado em comemoração ao nascimento do terceiro neto do Rei Louis, em nome de Ikovia, pois ele próprio não seria capaz de fazê-lo. Jonathan, hesitante, aceitaria, e cumpriria o pedido do príncipe relativamente bem. Seus ouvidos distinguiriam os boatos sobre alguns assuntos políticos, e opiniões, mas seu maior interesse voltaria-se para as belíssimas donzelas da corte. Ao tirar uma delas para dançar, uma jovem e bela ruiva um pouco mais nova que ele, Jonathan descobriria que se tratava de Sebastine von Carnillean, filha de Hector, o falecido Regente de Amiens e primo do rei.

Eles conversariam amigavelmente sobre vários assuntos, desvelando aos poucos o desejo que um sentia pelo outro. Depois que se distanciariam, Louis viria até Jonathan, perguntando suas intenções quanto a Sebastine. O jovem diria-lhe que desejava casar-se com ela, se isso a fizesse feliz. Logo um acordo matrimonial ganharia forma, e Jonathan pediria a mão de Sebastine formalmente, perante toda corte, ao fim do baile. Tanto ela como Louis concordariam, e numa reunião posterior, de caráter oficial, todos eles assinariam documentos, nos quais se acordava que Sebastine teria a benção de Louis para casar-se com Jonathan, bem como a de sua mãe e de seus irmãos, se seu noivo convencesse o tio, o Grão-Duque de Seher, a permitir a construção de um mosteiro e de uma abadia naquela província, a fim de melhorar as relações dos Smith com o bispo de Seher e apaziguar saradoministas insatisfeitos, trazendo as tão sonhadas paz e estabilidade àquela região. Este seria o dote dado pelos Carnillean.

_________________
Saradomin salve Sua Graça, Louis Guillaume von Carnillean, Rei de Kandarin
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jonas
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/11/2016
Idade : 15
Localização : São Paulo

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   Dom Fev 12, 2017 1:06 pm

O príncipe Casemir, concede outra missão para Jonathan. O seu objetivo agora é, ir até nas terras de Bonn e lidar com uns problemas com Zamorakianos da região. Porém, agora, Jonathan teria o cargo de tenente e precisaria lidar com esse problema do zero. Ele recebe relatórios que dizem: Os Zamorakianos teriam um líder, estariam hospedados em cavernas, eles iriam fugir e estavam armados.

Após alguns dias de investigação, Jonathan e seus homens descobrem o paradeiro dos Zamorakianos. Ele habitariam uma caverna não muito longe. Jonathan decide que seria melhor atacar e desmoronar o local, assim matando todos. O plano foi bem sucedido, porém alguns fugiram para a costa local. Jonathan descobre que esses Zamorakianos não eram soldados, e sim, monges e civis. Ele dá uma chance para os prisioneiros viverem, mas, eles acabam amaldiçoando Jonathan.Ele então, mata os prisioneiros, com receio de que eles causem mais maldades.

Jonathan retorna para entregar seu relatório. O príncipe Casemir, dá uma pequena bronca nele por ter matado civis e monges, mas, ele ao mesmo tempo entende a preocupação de Jonathan.

_________________
Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes a vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém a morte. Pois mesmo os muitos sábios não conseguem ver os dois lados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jonas
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/11/2016
Idade : 15
Localização : São Paulo

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   Seg Fev 20, 2017 9:16 pm

Jonathan recebe a missão de ir para Gestohlen ajudar com alguns problemas de monstros no local. Quando chegado lá, ele encontra a Tenente, a mesma das missões anteriores. O Marquês dirá que eles estavam tendo problemas com alguns monstros na região, morcegos e aranhas gigantes estavam atacando a cidade algumas vezes por semana. Isso não atrapalhava muito a cidade, mas seria mais prudente acabar com o problema de uma vez, e Jonathan foi enviado para isso. Junto com a Tenente e o Marquês eles bolam um plano, no qual se basearia em jogar piche nas cavernas dos monstros e depois colocar fogo para mata-los. Assim foi feito, a maioria dos monstros foram mortos, mas, uma enorme aranha que parecia ter uns 10 metros apareceu. Jonathan então mata ela sem muito esforço.

Achando que sua missão estava terminada, o Marquês dirá que eles estavam tendo mais problemas na região, e uma delas era bandidos que iriam invadir a cidade e saquear tudo. Eles então voltam para a mesa do mapa e bolam um plano para impedi-los. O plano consiste em uma emboscada, já que todos os bandidos invadiram por um local só, isso seria o melhor. Porém, não teriam homens suficiente, eles acharam melhor pedir reforços para a Czarina Nadja para lhe ajudarem. Ela então aparece pessoalmente com algumas tropas. Eles então tem tudo para executar o plano, o mesmo saí perfeitamente com êxito.

Após o plano terá dado certo, Jonathan sente uma pequena atração pela Czarina, e ela também acaba sentindo o mesmo. Eles acabam tendo uma noite para si. Quando Jonathan acorda depois dessa noite, a Tenente estaria ao lado da porta o esperando para uma reunião. Quando todos estava presentes: Jonathan, Nadja e a Tenente, o Marquês teria um comunicado importante, o rei Erik teria entregado uma carta. Quando a Tenente vê a carta, ela mostra sua verdadeira identidade, ela seria a Grã-Mestra dos Guardiões de Armadyl, ela estaria ali para observar Jonathan com as ordens do Rei, ela observaria para ver se ele estava pronto para entrar na Blitzkrieg. Felizmente, Jonathan está pronto para entrar na Blitzkrieg assim que terminar em Gestohlen.

_________________
Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes a vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém a morte. Pois mesmo os muitos sábios não conseguem ver os dois lados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jonas
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/11/2016
Idade : 15
Localização : São Paulo

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   Dom Mar 12, 2017 10:09 pm

Jonathan agora tem a missão de fechar todas as passagens possível em Gestohlen, para impedir o ataque dos trolls á Chernigov.

Após meses de espera, chegaria a noticia a Gestohlen: A Fortaleza de Berisgrad nas Montanhas do Norte teria sido afundada no chão pelos Trolls, mais de 70% das forças Chernigovianas teriam sido dizimadas e seus sobreviventes fugido descendo as montanhas em direção de Maikop, aonde Chernigov reuniria suas forças para fazer uma massiva defesa, talvez a primeira e única. Naquele dia, durante a manhã, cinquenta águias gigantes e cinquenta grifos de batalha carregariam cinquenta golens vanguardistas para Gestohlen, junto deles, chegaria uma divisão de Vanguardistas especialmente designados, todos carregando o Brasão da Blitzkrieg, seria a força designada para a missão de Jonathan. Jonathan seria levado até os quatro tenentes que liderariam a Blitzkrieg abaixo do Capitão, seriam dois homens e duas mulheres.

Eles então recebem um relatório de Kolodion, um espião de Chernigov infiltrado no território troll. O relatório dizia: Que os Trolls estariam construindo centenas de armas de cerco estranhas e enormes, para batalha. Também se teria informações que o Pedra Preta, o líder dos Trolls, fortaleceria o comando dos Trolls e o unificaria, tornando-se um tipo de líder supremo. Os Trolls estariam sendo armados com armaduras e armas robustas para. O relatório também informaria que não teria números precisos, mas a Horda Negra reuniria milhares de Trolls, os enviando para as fronteiras norte e sul, o restante das forças ficariam divididas em passagens e esperando por algo que ele chamaria de "Grande Chamado de Guerra", que seria uma ordem que Pedra Preta daria e todos os líderes de guerra Trolls, escolhidos por Pedra Preta, teriam liberdade para saquear, matar, estuprar e agir como melhor os for, porém não excedendo os comandos diretos de Pedra Preta. Kolodion também saberia que o Xamã Supremo da Horda Negra seria diferente dos outros Xamãs, teria uma presença mágica superior, seria muito recluso e sempre apareceria atrás de Pedra Preta em suas ações, Kolodion teria passado algum pouco tempo próximo desse Xamã e relataria que ele saberia feitiços que nenhum outro xamã saberia.

Após essas informações, Jonathan com os tenentes bolam o seguinte plano: Enviar as Águias Vanguardistas para bater território e tentar encontrar pelo menos algumas das passagens, como também, identificar estranhas movimentações de tropas Trolls. Também enviar algumas forças de chão para verificar essas regiões com movimentações e identificar se são passagens ou não. Depois de saber pelo menos algumas dessas passagens com esses métodos, fazer ataques rápidos e precisos, destruindo as passagens e em seguida tentando capturar alguns Trolls para descobrir outras passagens.



_________________
Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes a vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém a morte. Pois mesmo os muitos sábios não conseguem ver os dois lados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jonas
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/11/2016
Idade : 15
Localização : São Paulo

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   Seg Mar 27, 2017 4:24 pm

No primeiro ataque, as coisas não correm muito bem no inicio, mas depois, a situação se normaliza. Jonathan e um dos seus tenentes lutam contra o Troll que se chama Tronco de Salgueiro, o líder do local. Depois da luta cansativa, o Troll e seus soldados foram presos para interrogatório.

Interrogando o Troll, Jonathan recebe as seguintes informações: Pedra Preta planeja causar uma avalanche contra as casas dos civis. Ele também descobre que, Pedra Preta dará a ordem que todos os Trolls causem caos na região, como saquear, matar, queimar e estuprar. Além disso, Tronco de Salgueiro fala sobre as localizações de todas as passagens.

Agora, Jonathan marca uma reunião com seus tenentes, para bolar um plano.

_________________
Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes a vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém a morte. Pois mesmo os muitos sábios não conseguem ver os dois lados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jonas
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/11/2016
Idade : 15
Localização : São Paulo

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   Qua Abr 05, 2017 12:11 pm

No final das contas, eles decidem que sua missão acabará por ali e retornam para Ikovia. Chegando lá, Rei Erik marca uma reunião informal com Jonathan, eles conversam sobre muitas coisas, mas o foco principal é onde Jonathan ia ajudar com a Blitzkrieg, Chernigov, Em Karamja ou na Reconquista. Jonathan então escolhe a opção da Grande Reconquista.

_________________
Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes a vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém a morte. Pois mesmo os muitos sábios não conseguem ver os dois lados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jonas
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/11/2016
Idade : 15
Localização : São Paulo

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   Sab Abr 15, 2017 1:50 pm

Jonathan volta para Seher, ele conversa com seus familiares e vê seu novo equipamento. Enquanto estava em seu quarto, um conhecido seu aparece e diz que Rei Erik morreu e que era pra Jonathan ir para Seher o mais rápido possível, com ajuda de uma pedra de teletransporte, Jonathan vai até Ikov.

Chegando lá, ele se depara com um grande furdúncio, milhares de pessoas andando até o Templo, Jonathan vai até o Templo, talvez lá ele encontre algo. E foi exatamente isso que aconteceu, ele encontra Rei Erik no Templo com sua armadura toda despedaçada e fazendo um discurso, ele disse que duelou com um dos trolls com o objetivo de acabar com a Reconquista mais rápido, porém, os trolls não cumprem sua palavra, eles atiram flechas em Erik quando ele venceu o duelo, graças a Armadyl, Erik foi ressuscitado.

Ao final do discurso, Rei Erik conversa a sós com Jonathan, ele diz que não quer piedade de Jonathan no campo de batalha da Grande Reconquista, ele pede para que extermine todos os trolls sem piedade. Jonathan, uma pessoa muito leal, diz que os desejos de Erik serão cumpridos.


_________________
Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes a vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém a morte. Pois mesmo os muitos sábios não conseguem ver os dois lados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2433
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   Ter Abr 25, 2017 3:45 pm

Após Yanille ter sido tomada pela Grande Reconquista e esta estar marchando para Reims, Jonathan receberia noticias estranhas de Seher, falando sobre seu tio o Duque Joseph fazendo gastos exagerados e boatos de que ele estaria virando um velho senil.

Jonathan se reuniria com Casemir para questionar isso, porém Casemir afirmaria ao jovem Capitão que Joseph estaria apenas tomando ações para aumentar a influência de Seher em seu final de governo.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jonas
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/11/2016
Idade : 15
Localização : São Paulo

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   Sex Abr 28, 2017 1:48 pm

Após seu casamento, Jonathan vai até Rei Erik para conversar sobre seus planos com Ilha da Alma, onde ele planeja criar um principado. Em sua reunião com Erik, o mesmo lhe da algumas informações sobre o local, Jonathan decide que irá fazer algo a respeito depois da Grande Reconquista. Aproveitando a conversa, Jonathan fala com Erik sobre um possível problema que esteja sobre ele, uma maldição que o impede de gerar filhos, após escutar os problema de Jonathan, Erik o aconselha a ir até a Torre do Feiticeiros, lá ele poderá falar com Leonna, esposa de Erik, e talvez achar uma cura.

Chegando na Torre de Feiticeiros, Jonathan vai até Leonna, ao chegar em seu escritório ele descobre que a mesma já sabia do que acontecerá com ele, Rei Erik deve ter lhe contado; Ela diz que precisará ser executado um ritual para quebrar a maldição de Jonathan, mas ele não sairá totalmente curado, algum efeito caíra sobre ele, mesmo assim ele escolhe fazer o ritual, Leonna diz que demorará alguns dias para reunir os magos necessários, mas nada mais que duas semanas.

Após passar alguns dias na Torre dos Feiticeiros até os magos serem reunidos, quando o mesmo acontece, Jonathan é "convidado" a ir até o subsolo. Em um local fechado, cheio de círculos no chão é onde iria acontecer seu ritual, vários magos estariam presentes, inclusive Leonna, antes do ritual se iniciar, Jonathan toma um chá onde amortece seus sentidos. Quando seu ritual começa, correntes de runita prendem seus braços e pernas, e um mago começa a fazer um selo em suas costas; Os magos começam a cantar cantos armadyleanos, e de acordo com o tempo passa, Jonathan começa a sentir seu corpo quente até que... Ele começa a puxa as correntes e uma força sobrenatural toma conta de seu corpo junto com uma força enorme, as correntes de runita se pardem como se fossem papel e "Jonathan" acaba matando alguns magos. Diante dessa situação, os magos começam fazer mais pressão no ritual até Jonathan desmaiar.

Quando acorda, Jonathan tem sua consciência de volta. Por sorte, nada anormal além das tatuagens em suas costas aparecerá, até que ele escuta duas vozes em sua cabeça; Uma totalmente forte, trovejada e máscula, representado o demônio zamorakiano da maldição que de alguma forma ainda estava em seu corpo; Já á outra, uma voz jovem, gentil e feminina, que representa o sangue saradomentista em seu corpo. De acordo com Leonna, não tinha o porque deles estarem no corpo de Jonathan, mas algo era certeza, o demônio faria propostas a Jonathan e cada aquela que ele aceitar ira aumentar sua corrupção e perderia algo importante; Já a outra daria conselhos e prometeria coisas onde ele poderia conseguir naturalmente.

_________________
Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes a vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém a morte. Pois mesmo os muitos sábios não conseguem ver os dois lados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jonas
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/11/2016
Idade : 15
Localização : São Paulo

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   Qui Jun 08, 2017 10:05 pm

Em um dia comum de treinamento, Jonathan recebe uma carta; a mesma dizia para ele ir até um telhado na madrugada. A carta não trazia muitas informações além disso, apenas que o autor da carta se denominava "amigos". Chegando a hora, Jonathan vai até o local combinado, lá ele vê seu tio participando de uma orgia e matando um garoto inocente. Jonathan fica confuso com aquilo e vai até Ikov.

Chegando lá, ele vai até os aposentos de Sua Graça Erik e lhe conta tudo o que ele viu. O mesmo disponibiliza a Jonathan muitos soldados e alguns magos para Joseph. Jonathan então marcha para Seher com os soldados; ele prendem Joseph e descobrem que tinha um demônio em seu corpo. Os magos começam um ritual de exorcização. Após o ritual, Joseph consegue se livrar, porém ele fica meio estranho, com delírios e falando coisas sem sentido.

Não estando em estado para governa Seher, Jonathan toma posso de Regente e começa a governar Seher. No mesmo dia que tomou posso de Regente, Joseph vem a falecer e Jonathan por direito consegue o trono de Seher, como único herdeiro.

_________________
Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes a vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém a morte. Pois mesmo os muitos sábios não conseguem ver os dois lados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jonas
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/11/2016
Idade : 15
Localização : São Paulo

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   Seg Set 18, 2017 10:07 am

Após as batalhas de Ikovia no território ogro e na Caverna dos Deuses, Jonathan voltá para sua casa e passa alguns dias com sua esposa e seus dois filhos. Jonathan, vai ao encontro de Rei Erik para lhe pedir algum trabalho, a vida monótona tinha entediado Jonathan. Erik lhe da a seguinte missão: ajudar os fremenniks em um problema com piratas saqueadores; de acordo com Erik, os mesmos tinha se apoderado de um forte local e saqueavam a região constantemente, Jonathan aceita o trabalho e parte para o território nórdico.

As tropas de Jonathan foram recebidas estranhamente e tratados com indiferença por alguns. Com as tropas nórdicas, Jonathan e a Blitzkrieg invadem o forte pirata. O ataque não demorou muito, os piratas foram massacrados pelos soldados ikovianos e nórdicos. O líder pirata foi preso pelos mesmos e o trabalho de Jonathan estava feito. Após o ataque, Jonathan retorna para sua casa e aguarda segundas ordens.


_________________
Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes a vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém a morte. Pois mesmo os muitos sábios não conseguem ver os dois lados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jonas
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/11/2016
Idade : 15
Localização : São Paulo

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   Seg Set 18, 2017 10:35 am

Enquanto demônios atacavam Ikovia, foi dito por um mensageiro a Jonathan que um destacamento se encontrava próximo de Seher. O Grão-Duque Jonathan toma a decisão de atacar os inimigos. Enquanto as tropas de Seher marchavam para Ikovia prestar socorro, a Blitzkrieg e seu capitão fariam um ataque rápido e bruto nas tropas próximas.

Chegada a noite chuvosa e fria, as tropas ikovianas estavam prontas para realizar o ataque; as mesma fariam o ataque padrão, golens seriam lançados de cima por grifos, e quando entrarem em contato com o chão, a infantaria faria um ataque rápido, exterminando todas as tropas inimigas.

Toda corria bem, até que uma bola de fogo acerta Jonathan e seu grifo, os fazendo cair no chão. Mesmo com a visão suja de sangue, Jonathan poderia ver que se grifo se encontrava ferido e todos os seus homens mortos. De repente, ele pode ver o demônio de sua mente materializado em sua frente. O mesmo lhe ofereceu poder e por alguns instantes, Jonathan pode ver Astha'Roth em sua frente, também lhe oferecendo poder; a voz icyene na cabeça de Jonathan o avisou que aceitar a oferta seria perigoso e que ele iria conseguir salvar as poucas tropas restantes com seu poder; alguns soldados feridos no chão imploraram que Jonathan os vingasse com justiça. "Faça o que tem de ser feito", disse Jonathan a voz icyene. Uma enorme luz emanou de Jonathan, o fazendo ficar cego.

Quando a cegueira se abaixou, ele pode ver que todos os soldados mortos na verdade estavam vivos. As tropas inimigas tinham se transformado em pó, e o único corpo no chão seria do demônio que viverá em sua cabeça por alguns anos. As tropas disseram que quando Jonathan caiu do céu, asas de luz nasceram de suas costas, e com o brilho dela, matou todos os inimigos e expulsou o demônio de seu corpo, dando fim a maldição.

_________________
Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes a vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém a morte. Pois mesmo os muitos sábios não conseguem ver os dois lados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jonas
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/11/2016
Idade : 15
Localização : São Paulo

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   Ter Out 17, 2017 8:17 pm

Após a conversão de Jonathan para o saradominismo, ele é obrigado a deixar seu cargo na Blitzkrieg.

Em uma reunião após a batalha nos muros de Ikov, Jonathan é convidado pelo Duque Heimrich Valois - suserano de Catherby -, para ter uma reunião particular. O mesmo diz que a conversão de Jonathan é algo que alegra os saradoministas Ikovianos. Heimrich também diz que, se Jonathan aumentasse a influência saradominista em Seher e Ikovia, o Clero de Saradomin e alguns nobres iriam o apoiar em uma possível cruzada para libertar os saradominista da pressão que estavam sofrendo. Jonathan aceita, dando início a uma nova cruzada.

Ganhos:

10.000 Infantaria (Mal-Treinada)
9.500 Infantaria (Treinada)
5.000 Arqueiros (Treinado)
1.300 Zweihanders (Veterano)
3.250 Cavaleiros (Veterano)

Após alguns dias, inúmeras tropas saradominstas vindo de Ikovia acampam nos territórios de Seher. Com ajuda de alguns membros importantes, a Companhia Iluminada nasce, tendo o foco em suas tropas na cavalaria pesada. A Companhia Iluminada marcha para Yanille, proteger o local do ataque dos demônios.

Ao chegar na cidade de Yanille, Jonathan se reúne com o rei Alain e alguns membros do conselho. Juntos, eles formam um plano de defesa, que consistira em engajar a infantaria inimiga nos muros e flanquear pela esquerda com a cavalaria pesada. Jonathan e o rei comandariam a cavalaria no campo, enquanto os demais comandariam a infantaria e arqueiros dentro dos muros.

No meio da batalha, é dado um sinal do Comandante, ele avisa que se a cavalaria continuar com o ataque, irá colocar em risco toda a defesa; e se a cavalaria recuar, poderia causar a morte do rei. Assim, Jonathan toma a decisão de recuar, pensando no bem maior da defesa e tropas.

Com o recuo executado com sucesso e a defesa estar trabalhando dentro dos muros, os inimigos conseguem avançar com brutalidade e causar muitas baixas. A esposa de Casemir teleporta para o castelo e oferece ajuda, materializando algumas muralhas em ruas da cidade feitas dos destroços do chão.

Mesmo com a ajuda, as tropas não resistiram, Astha'Roth se encontrava no topo de uma torre, com a cabeça do rei em suas mãos. Jonathan se teleporta com a ajuda da princesa para lutar um outro dia, causando a derrota.

Baixas:

Kandarin:

3.500 Infantaria (Mal-Treinada)
2.000 Infantaria (Treinada)
3.500 Arqueiros (Treinado)
2.000 Zweihanders (Veterano)
2.000 Cavaleiros de Ardonha (Veterano)
500 Cavaleiros Carnillean (Elite)

Companhia Sacra Iluminada:

4.500 Infantaria (Mal-Treinada)
4.500 Infantaria (Treinada)
3.500 Arqueiros (Treinado)
2.250 Zweihanders (Veterano)
1.500 Cavaleiros (Veterano)

Baixas Causadas:

20.000 Cultistas Infernais (Mal-Treinado)
3.500 Guerreiros do Caos (Treinado)
2.000 Guerreiros do Caos (Veterano)
4.500 Soldados do Caos (Veterano)
5.000 Legionários Infernais (Veterano)
2.250 Mestres da Chama (Veterano)
23 Besta de Cerco Zamorakiana

_________________
Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes a vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém a morte. Pois mesmo os muitos sábios não conseguem ver os dois lados.


Última edição por Jonas em Sab Out 28, 2017 5:43 pm, editado 6 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jonas
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/11/2016
Idade : 15
Localização : São Paulo

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   Seg Out 23, 2017 9:03 am

Após a derrota, as tropas e Jonathan teleportariam para o acampamento dos Vigilantes de Armadyl, que se localizava na fronteira norte de Yanille.

Horas depois de chegar, Jonathan, foi convocado para uma reunião, entre a Rainha Affra; Lorde-Comandante dos Cavaleiros de Ardonha; Capitão dos Lansquenetes e Daelirn Cadarn. A reunião trataria sobre a Cruzada de Jonathan. Eles conversariam sobre uma segunda alternativa de retomar Yanille. Assim, montaram um prévio plano. O Capitão dos Lansquenetes iria defender as fronteiras de Kandarin, impedindo que inimigos fujam e busquem reforços; a Companhia Sacra Iluminada faria um ataque bruto contra Yanille, servindo e iscas para os elfos atacarem, sem serem vistos.

Após a reunião, Jonathan receberia outro convocação, agora do Rei Cyrus Hothensen. Jonathan o encontraria em um acampamento, o mesmo estaria dentro de sua tenda. Ao entrar, Cyrus conversaria com Jonathan sobre a eleição Ikoviana. O mesmo alegou que, Jonathan ganharia, sem dúvidas, e que apoiaria ele com votos. Por final, Cyrus o convenceu de participar da eleição, dando um colar como prova de sua promessa de ganhar.

_________________
Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes a vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém a morte. Pois mesmo os muitos sábios não conseguem ver os dois lados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jonas
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/11/2016
Idade : 15
Localização : São Paulo

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   Dom Nov 12, 2017 2:43 pm

No dia da execução do plano, todos estavam preparados e então começariam a marcha até Yanille. Com todos posicionados para começar o ataque, um mensageiro elfo vai ao encontro de Jonathan e Hans, o Lorde-Comandante. A mensagem seria que os elfos já teriam conquistado a cidade. Após a notícia, eles avançam e se deparam com Yanille limpa de inimigos. De acordo com os elfos, a cidade teria sido abandonada pelos demônios, dias depois do cerco anterior. A cidade teria sido varrida, com as casas queimadas e provavelmente teriam sido pilhadas. Os feudos da região se encontravam da mesma forma. Jonathan e suas tropas, estacionam na cidade por alguns dias, ajudando na reforma da mesma. Daelirn e seus soldados retornam para suas terras, não ajudando mais na Cruzada.

_________________
Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes a vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém a morte. Pois mesmo os muitos sábios não conseguem ver os dois lados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jonas
Soldado
Soldado
avatar

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/11/2016
Idade : 15
Localização : São Paulo

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   Dom Nov 12, 2017 2:54 pm

Enquanto estava em Yanille, Jonathan receberia a informação que seria convocado para aparecer em Ikovia; ele então viaja para Ikov junto com alguns guardas pessoais. Ao chegar na cidade, ele é recebido de forma nada amigável por soldados ikovianos, alegando que Jonathan seria suspeito de alta-traição. Ele seria levado até uma sala e interrogado por Casemir. Após alguns minutos de conversa, Jonathan seria declarado inocente. Casemir avisa Jonathan que seu pai, o rei Erik, desejava falar com o Grão-Duque. Ao se encontrar com Erik em seu jardim pessoal, eles passariam horas conversando, eles falariam sobre a eleição de ikovia; a marcha de Erik; e sobre um possível armamento novo para Jonathan. Após a conversa, eles se despediriam e Jonathan voltaria para Yanille.

_________________
Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes a vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém a morte. Pois mesmo os muitos sábios não conseguem ver os dois lados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Trovão da Justiça   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Trovão da Justiça
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Rota do mês - Ciclo do Trovão
» A chegada do Trovão
» Que comece o treinamento!
» Coleções MARVEL SALVAT
» CORAÇÃO ABATIDO - CAPITULO 7

Permissão deste fórum:Você pode responder aos tópicos neste fórum
Reinos de Guilenor :: Saga 1 - Guilenor :: Interpretações-
Novo Tópico   Responder ao tópicoIr para: