RPG no universo de Guilenor
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Um Relato Histórico

Ir em baixo 
AutorMensagem
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 20

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Um Relato Histórico   Sab Jun 06, 2015 10:13 pm

De Nova Domina, Saradomin e seus Icyene


Ainda na juventude de seus poderes, o Deus da Ordem escolheu como capital o planeta. Nova Domina fora sua central de poder e fé, e graças a isso ele teve poderosos exércitos e seguidores. Seus habitantes, os Icyenes, são seres de extremo poder e beleza, graciosos e perigosos em equivalência.
Como em toda força militar, sempre existem os que se destacam. Saradomin dividia seus Icyenes em diversos batalhões. Eram bombardeiros, guerreiros, magos de batalha, arqueiros... Mais do que poderia eu contar nesse relato. Até porque, sendo sincero, nunca fui muito interessado por assuntos militares.
O Deus da Ordem priorizava os que lutavam por ele, e por isso, estes tinham posição de destaque em seus banquetes e mesmo consigo. Sentavam-se aos pés de seu trono, e até mesmo participavam de pequenos conselhos quando era necessário. Desde as eras iniciais, muitos Icyenes lutaram e morreram pela causa do deus. Mas muitos sobreviveram para se tornarem lendas entre nós.
Entre estes, podemos citar alguns até mesmo conhecidos no planeta que nosso senhor almeja. Soube recentemente da luta de Padomenes na batalha contra o mal do deus do caos, e a fiel Zyliana, que é uma lenda de gerações entre nosso povo, há milhares de anos se encontra neste plano e recentemente nos foi concedida a graça de saber que está viva. Espero que ela possa retornar algum dia, e a receberemos com grande festa.
Mas este não é o foco deste relato, não... O foco dele é outro. Hoje em dia estamos proibidos de falar dele, talvez por isso poder acabar se tornando um exemplo. Não creio que algum dos nossos companheiros sejam tolos o suficiente para desafiar nosso senhor, mas é a ordem vigente. E me arrisco com isso em escrever o que escreverei, mas não posso guardar para mim uma vida de pesquisa sobre a verdadeira história de nosso plano e de nossa história.
Estou no fim de minha vida, então pouco me importa. Para quem estiver em posse deste diário, que o leia atentamente, e, mais importante do que isso, o guarde para si. Tentarei levá-lo para Guilenor junto comigo, pois não é algo que eu deseje ter comigo em Nova Domina. Se tudo der certo, será o que farei – Viajarei pela última vez, não mais para a próxima ilha, mas para o Planeta Perfeito.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 20

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Um Relato Histórico   Sab Jun 06, 2015 11:36 pm

Do Passado e da Expansão Saradominista pelo universo.

Há incontáveis anos, mais do que poderia eu em minha curta vida saber, nosso senhor decidiu que a expansão deveria continuar. Ele utilizou os humanos, que o apoiavam fielmente apesar de seus defeitos, e sabiam se reproduzir rapidamente e se adaptar a qualquer ambiente, para colonizar novos planetas. Muitos deles eram habitados por criaturas horríveis, caçadores, feras indomáveis. A Luz de Saradomin podia chegar em tais locais, mas não cegava as criaturas envoltas pela escuridão. Pobres eram os humanos que sofriam para conseguir um espaço em meio ao mal.
Tomando isto como um problema pessoal, nosso senhor decidiu agir. Nós, como estandartes do bem, lutamos em muitas dimensões. E muitos Icyenes se destacaram nessas batalhas, e foi assim que os conselhos se formaram. Os primeiros, claramente líderes e comandantes, foram declarados Generais. Eles eram poderosos, fortes e fiéis. Tinham na mente a luz, e com ela comandavam. As mais belas canções foram cantadas sobre eles, e todos sabem o poder das canções. Os Generais se tornaram os segundos no poder, os primeiros de nosso senhor. Mas de todos eles, minha pesquisa foi do que se tornou uma lenda entre nosso povo. Até seu nome hoje foi apagado da história, mas não da destruição – O nome dele está gravado onde o fez. Muitos o chamam de “Antigo Mal”, “O Senhor da Crueldade”, mas seu verdadeiro nome era um só: Refinatas.
Refinatas era o maior dos Generais. Entre eles, eram um líder, por todos respeitados. Pelos Icyenes, admirado por seu poder e sua habilidade com as magias sonoras. Os mais belos cantos saíam de sua boca, mas também os mais estranhos. As músicas compostas tinham seus próprios toques, pois era impetuoso, e seus próprios efeitos, que sabia como ninguém aplicar. O Grande General, como logo ficou conhecido, se tornou um poderoso mago de batalha, mas sua maior arma era sua própria boca. Contam as histórias que, sozinho, fez com que uma horda de criaturas malignas se afugentassem, fazendo-as cairem numa emboscada por suas tropas. Tinha grande poder físico, de qualquer forma. Sabia usar uma espada como ninguém, e sua própria espada era abençoada pelo Deus da Ordem. Dizia-se que esta tinha vontade de fazer o bem, e que sempre brilhava quando a escuridão os envolvia, atacando como um segundo corpo para o Grande General. A benção de Saradomin sobre ele e sua espada o fizeram o segundo em poder em nosso planeta.
Durante uma centena de anos, Refinatas livrou diversos planos do mal, e sua fama só crescia. Já era mais do que um santo entre os humanos, sendo quase uma divindade. Clamavam por ele, não por nosso senhor, e cantavam por ele, não por nosso senhor. A benção de Refinatas era espalhada por diversas colônias, e, mesmo que Saradomin não parecesse se importar com aquilo, algo preocupava a todos – Refinatas.
Por mais meia centena de anos, o Grande General crescia em poder e fama. De alguma forma, sua espada lhe concedia cada vez mais poder. Talvez a benção de nosso senhor sobre ela, que é uma de minhas teorias, o fazia ganhar muito poder. Dizia-se que a cada inimigo derrotado pela mesma, via-se o sórdido brilho sombrio da morte percorrer sua lâmina. E Refinatas havia conseguido um jeito de absorvê-lo. Fazia feitos e cada vez mais efeitos tinham suas canções. Até mesmo Icyenes o clamavam como um santo ao ouvirem sua voz, e ouviam-no como o mais sábio entre os sábios, um senhor entre os maiores.
A ascensão do Grande General agora incomodava ao Deus da Ordem. E não era para menos, afinal, o Icyene havia se tornado incontrolável. Não havia se voltado contra nosso senhor, mas havia se tornado grande demais para comandar. Fazia o que desejava com suas tropas, e tinha um próprio estandarte, próprios seguidores e igrejas. Não era um deus, mas se considerava um.

Mesmo que o poder dele se canalizasse para o bem, era preocupante. Ninguém deveria ter tanto poder, ninguém além de nosso senhor, pois o poder de pouco importa se não houver a sabedoria sobre onde aplicá-lo. E Saradomin agiu.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 20

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Um Relato Histórico   Sab Jun 06, 2015 11:36 pm

De Saradomin e de sua Religião

Ora, a Religião Saradominista era agora ameaçada pela expansão do Grande General. Por melhores que fossem as intenções dele, tornava-se agora um rival, e não um servo. Saradomin sabia o quanto isso seria perigoso, e começou a cercá-lo. Sabia que de pouco adiantaria tentar retirar soldados do Grande General, pois estes lhe eram fiéis, e também de pouco adiantaria atrapalhar os recrutamentos que ele fazia, pois suas conquistas e sua glória estavam incutidas nas mentes dos mais jovens. Mas sabia que suas canções eram as maiores responsáveis por aquilo, e então as proibira em suas igrejas. Somente as canções ao Senhor de Toda a Sabedoria poderiam ser cantadas em Nova Domina e nas colônias, ao menos em suas igrejas. Assim, aos poucos, a fama de Refinatas caía, e a de nosso senhor, voltava a subir. Mas é claro que isso não agradaria ao Grande General.
Refinatas, em sua fúria ao se sentir traído, retornou. Abandonou sua missão, e chegou à Ilha Central, cercando o Magno Palácio com suas próprias tropas e invadindo o mesmo. Aos pés do trono, mostrou para o que havia vindo. Tomou forma maior, e estava agora do tamanho de nosso lorde.
Saradomin, em toda sua sabedoria, o repreendeu. Mas agora já não confiava nele. Naquele dia, houve negociação e discussão, mas a paz fora restaurada. Fora restaurada por um mês, quando nosso senhor depôs Refinatas de seu posto. O Ex-Grande General havia perdido então seus direitos aos conselhos, não podia mais ter suas tropas, muito menos todo aquele poder. Exigido que devolvesse sua espada, ele obviamente recusou. E sua recusa era uma clara declaração – Era uma rebelião.

Muitos eram os apoiadores de Refinatas, e o planeta estava dividido. Irmão desconfiava de irmão, pai desconfiava de filho. Não tardava a ser implantada uma inquisição, pelo bem da Ordem. Os que declaravam aberto apoio ao Icyene eram agora caçados, mas isto de pouco adiantava. Junto do Grande General, seus soldados partiram. E estes eram a elite do exército Icyene – Eram os mais poderosos guerreiros e magos de batalha que Saradomin tinha consigo. Agora divididos, eram muito lentamente eliminados, e a cada um deles perdido, cinco ou seis Saradoministas eram mortos. Nosso senhor, numa medida desesperada, acabou por trazer humanos que fossem merecedores para nossa terra, e deixou-os sob a proteção dos mais poderosos. Eles eram treinados para serem anexados ao exército, e se provavam de grande valor. A aptidão mágica humana era substituída pela enorme força em seus braços, e a boa voz para o canto, que certas vezes conseguia superar a dos Filhos da Luz. E foi nesse cenário que Refinatas percebeu estar perdendo... Tomando assim a ação que mudaria Nova Domina para sempre.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 20

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Um Relato Histórico   Sab Jun 06, 2015 11:36 pm

De Refinatas e seus poderes

Como diz o ditado, “É em perigo que se prova seu valor”, Refinatas estava acuado. Suas tropas, espalhadas pelo mundo, eram caçadas e pouco eficazes. Não podia manter grandes domínios, não daquela forma. Os Icyenes tinham agora medo de segui-lo, tanto pela Inquisição, como pelo dilema moral que aquilo se tornara. Não podia continuar daquela forma.
O Grande General reuniu seus fiéis e aliados. Levara consigo outros generais de Saradomin, e deles pouco se sabe hoje, pois foram meros coadjuvantes nessa história. O poder de Refinatas, uma vez reunido, tomou para si uma das ilhas, e nela se fez uma fortaleza. Era impenetrável e poderosa, todos sabiam, e mesmo Saradomin a temia. As tropas que para lá eram mandadas nunca voltavam, muito menos seus restos mortais. Fumaça dela saía o tempo todo, e a escuridão logo a envolvia devido a isso. Eram produzidas armaduras com os minérios que conseguiam com suas escavações cada vez mais profundas, e humanos eram trazidos por seu instinto ao que é escuro, servindo com prazer ao Icyene rebelde. A doutrina Saradominista estava sendo ameaçada, e quando nosso senhor em si decidiu agir contra aquilo, era tarde demais. As escavações por minérios encontravam gemas, que se tornavam jóias belas e poderosas, encantadas pelos cantos sombrios que ecoavam dos túneis e corredores da temida Fortaleza de Zaratur. A bela ilha agora tornara-se um recanto sombrio em meio à escuridão, e aquelas escavações acabavam por se tornar profundas demais. Havia um motivo para o local antes ser intocado – Os portões do submundo eram achados agora ali. Por pouco tempo estiveram eles fechados durante o domínio de Refinatas, que logo decidira por abri-los. Destruídos pelo mal, o submundo, antes em paz, agora era invadido pelas forças sombrias do rebelado, e até os mortos pouco descanso tinham com as canções negras e distorcidas que eram produzidas pelo poderoso Icyene. Suas asas haviam se tornado negras, e muitos dos que estavam junto dele sofriam o mesmo sintoma. De alguns, não sobrava asa alguma, e o efeito nos humanos era ainda mais devastador. Era a mente que se degradava, não o corpo. Eles eram corrompidos e viam o mundo pelos olhos malignos de seu senhor, ouviam pela forma sombria de seu canto e reproduziam em sua boca o veneno que dele saía.
A invasão no local do descanso sagrado tornara-se um problema, e os guardiões precisaram agir. Eram eles poderosos, sim, mais do que os generais que Refinatas tinha consigo, mas não mais do que o Icyene em si. E sua espada, antes com um brilho reluzente e com vontade do bem, agora era sombria, tinha sede de sangue e poder. E foi o que ela conquistou.

Os efeitos do que o agora Senhor Sombrio de Nova Domina havia conquistado eram sentidos em todo o planeta. A morte, antes vista como um descanso merecido, agora era temida, e Saradomin sofria por seus fiéis. Pois os que morriam lutando por ele eram agora transformados em fonte de poder para o Senhor Sombrio, e ele nada podia fazer. Não poderia suportar aquilo por muito tempo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 20

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Um Relato Histórico   Sab Jun 06, 2015 11:36 pm

Do Submundo e das Ações do Deus da Ordem

Os guardiões do Submundo tinham consigo muito poder. O poder de trazer de volta da morte os que mereciam, e o de guiar as almas para o descanso eterno. Mas Refinatas tomou para si seus poderes após tê-los destruído com sua força e sua espada, e se tornara um deus. Mais do que isso, um deus em constante expansão de poder. Afinal, ele devorava as almas dos que morriam, e os que caíam em batalha contra suas forças e por suas forças eram trazidos de volta como seus servos, tendo pouca escolha além de um destino de crueldade e sofrimento. Seus generais tornavam-se cada vez mais poderosos sob seu comando, e buscavam meios de encontrar o caminho para outras dimensões. Portais eram abertos e magias eram pesquisadas para isso. Passaram-se anos, estes os quais não pude saber ao certo, e todas as tentativas do Deus da Ordem eram falhas. Pois o poder de Refinatas em tanto crescera que ele fizera uma barreira de sombra e confusão em volta de seu domínio, e aqueles que para lá eram enviados para atacá-lo caíam na tentação de servi-lo, principalmente os humanos. Os poucos Icyenes de coração puro que retornavam, para sempre estavam afetados pelo que haviam visto e ouvido. Dizia-se que seus olhares de terror penetrava a alma, e a compaixão partia o coração dos que viam.

Durante estes anos, os portais eram direcionados, e eles acabaram encontrando o que desejavam. Cada vez mais humanos eram usados para os propósitos sombrios do Senhor Sombrio de Nova Domina, mas de pouca utilidade tinham eles fora de expandir suas técnicas e seus domínios sobre outros planos. Eram treinados e ensinados seus cantos, e eles eram aperfeiçoados cada vez mais com tanto poder que recebia. Refinatas agora não era somente um deus, mas um deus poderoso, não tanto quanto nosso senhor, mas o bastante. E cada vez mais ousado estava ele, pois enviava emissários para diversos planos, afim de expandir sua doutrina. Eram mortos, em sua maioria, mas alguns sobreviviam. E estes eram poderosos o suficiente para procurarem por aliados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 20

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Um Relato Histórico   Sab Jun 06, 2015 11:37 pm

Da reviravolta do Bem

Não só Refinatas esteve em movimento durante este tempo, mas também Saradomin. Nosso senhor procurava incessantemente por formas de conter o avanço do poder do Senhor Sombrio, e tomava para si quaisquer métodos possíveis. Por muito tempo, pesquisou e tentou, mas a resposta não estava em Nova Domina. Quando desolado partiu novamente para Guilenor, onde ainda travava outra guerra com o mal, acabara por retornar trazendo consigo um item de grande poder, e um fator decisivo para o curso de nossa história. Associado ao artefato, seu poder em muito se expandiu, e com ele desenvolveu um meio de impedir que as almas dos que lhe eram verdadeira fiéis fossem tomadas pelo mal, mas sim retornassem à vida. E isso fez com que Refinatas não tivesse mais poder além do que já tinha, o que acabara por enfraquecê-lo.
Percebendo não ter mais fonte de poder, o Senhor Sombrio decidira manter seu poder por meio de seus servos. E para os mais poderosos deles, muitos presentes foram garantidos. Entre estes, um dos mais poderosos era um humano, por incrível que pareça – Um humano. Lhes foram garantidas poderosas vestes e equipamentos para que seus cânticos ecoassem com mais força, além da grande aptidão que tinha. Era conhecido por muitos como o “Papa”, pois era um líder entre os homens e Icyenes. Alguns o aclamavam como “Filho da Sombra”, e outros o viam como um herói. E a ele foi dada a maior missão de todas, pois pouca utilidade ele tinha em Nova Domina, mas sim num local muito mais importante – Guilenor. Consigo foram cinco dos melhores, e a eles foi concedida a imortalidade. Não total, claro, mas nunca envelheceriam ou morreriam por causas naturais. Esta era a condição de servir ao Senhor Sombrio.
Os portais continuavam a serem abertos, e para destinos cada vez mais diversos. Eles foram para muitos locais, até que um deles lhes era perfeito. Uma dimensão de caos e maldade, na qual Refinatas encontrou seu maior aliado – O deus do caos. Muitos seres conhecidos como Demônios lhes foram concedidos por Zamorak, e a eles eram ensinadas suas magias e encantamentos. Os demônios pareciam ter grande facilidade com aquele tipo de mal, e ele não tardara a ser incorporado em sua cultura. Aquilo acabara por ser de grande utilidade para o deus do caos após.

Percebendo a vantagem que era clara, Saradomin ensinava a técnica de emitir o bem com a voz aos mais poderosos seguidores. Espalhara-a por diversas colônias, e também pelo Planeta Perfeito, onde mais tarde seria muito usada também. Mas isto foi só um detalhe para nossa vantagem – A barreira do Senhor Sombrio se enfraquecia cada vez mais. Ele não tinha mais uma fonte de poder inesgotável, e os ecos de sua maldade cada vez menos tinham força em nosso planeta. Com a força do bem ecoando na mesma intensidade e forma que as dele, seus cânticos rivalizavam, e as ilhas que envolviam Zaratur se tornavam polos de luz e encanto benéfico. Abadias eram construídas e belas vozes ecoavam cada vez mais alto contra a barreira e a voz do Senhor Sombrio em pessoa. E muitos demônios, humanos sombrios e Icyenes caídos respondiam aos cantos com todas as suas forças, formando uma guerra sonora evidente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Sua Excelência
Sua Excelência
avatar

Mensagens : 1210
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 20

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Um Relato Histórico   Sab Jun 06, 2015 11:37 pm

De Refinatas e suas ações desesperadas

O Senhor Sombrio estava novamente acuado. Poucos eram os homens e Icyenes em Nova Domina que se interessavam por sua causa. A Ordem Saradominista havia sido restaurada, e agora ele havia se tornado um pequeno foco no planeta, um pequeno foco de sombra em meio a um mar de luz. Mandava tropas atacarem as ilhas em volta para conseguir aumentar seu domínio. Era pouco efetivo, pois as ilhas que dominavam logo eram perdidas para as forças de nosso senhor novamente. Aos poucos, Refinatas perdia poder e seguidores, e agora pouco tinha a fazer. As tropas Icyenes organizavam um cerco, que logo era concretizado – E se passaram mais duas gerações de Icyenes durante aquele cerco, até que os portões de Zaratur fossem abertos novamente. Ao invadirem o local, lutaram contra demônios, humanos, icyenes caídos e muitas criaturas malignas que haviam sido criadas pelo seu poder, assim como trazidas de outras dimensões. Este dia ficou conhecido entre nós como “A Batalha Final”. Muitos morreram nesse dia, e ele durou mais do que um só, pois nas sombras liberadas pelos portões de Zaratur, a noite se tornara eterna. Saradomin em pessoa precisou chegar e expulsar as forças do mal para invadirem o local, e foi o que fizeram. Os portais eram fechados conforme os seguidores do mal se afujentavam de volta aos locais de onde vieram, e neste dia nenhuma ajuda veio do aliado de Refinatas, pois este estava em Guilenor. Sozinho e sem opções, o Senhor Sombrio pegou sua espada para abrir combate contra o Deus da Ordem. E foi o que fizeram, numa batalha longa e dura. É dito que esta durou mais do que um mês, e nela, Refinatas perdia poder a cada golpe que dava, pois sua espada agora o traía. Não havia mais poder a sugar, e ela sugava o dele, enquanto Saradomin se fortalecia pelo artefato que tinha consigo. Ao fim da mesma, Refinatas estava mutilado e ferido, e acabara forçado a tomar o tamanho de um Icyene comum. Mesmo com as tentativas de Saradomin em acabar com ele, não conseguia. O tempo que passara se envolvendo com almas e poder sombrio fizera do Icyene um ser imortal, e mesmo que o poder divino tivesse se esvaído de seu corpo debilitado, o poder das almas de milhões ainda viviam dentro dele.
O Deus da Ordem acabara por selá-lo para fora do universo, no vazio que une as dimensões. E ele ali, desacordado e preso, com seu corpo mutilado, permanece selado até os dias de hoje, ao que se sabe. Nova Domina viveu a paz após sua queda, mas por suas ideias, ainda existem várias ordens de Icyenes rebeldes que pregam por um retorno do Senhor Sombrio, ou pretendem seguir seu exemplo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Um Relato Histórico   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Um Relato Histórico
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Indignação com os Correios BR!
» Centro Histórico Overlord
» VW Fusca - A História - Um ícone da Industria
» Hyouka - História
» História Do RPG Kitsune

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Reinos de Guilenor :: Saga da Quinta Era :: Histórias e Informações-
Ir para: