RPG no universo de Guilenor
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Novo Tópico   Responder ao tópicoCompartilhe | 
 

 O Sonho de uma Nação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Ter Jun 21, 2016 4:07 pm

Nos primeiros dias da Primavera, uma proposta assinada pela Viscondessa Abigail Sperber de Grenzen, Viscondessa Adelaide Ackermann de Korridor e o Visconde Marc Hohenstaufen de Küste chegariam ao Conselho Real. Seria um planejamento para convocação de homens e mulheres, das cidades de Uzer e Hemenster, para viverem nas colônias. O planejamento teriam os valores em ouro (mesmos de colonização) e o fato que daria a essas pessoas, que vivem em grandes centros urbanos, de recomeçarem suas vidas. O projeto seria para fazer esta convocação com pessoais mais simples e com maior necessidades, com o pagamento da viajem e mais o da proposta, eles seriam capazes de se estabelecer nas colônias e progredirem em suas vidas em uma nova terra.

O Conselho Real aceitaria a proposta e faria a convocação de 50.000 homens e mulheres de Uzer e 100.000 homens e mulheres de Hemenster. Os homens e mulheres de Uzer seriam enviados para a Colônia de Grenzen, por ter maior facilidade de acesso pelos mares do leste, enquanto a população vinda de Hemenster seria dividida e enviadas para Küste e Korridor, sem a divisão de famílias apesar das duas colônias serem próximas.

Inicialmente os novos colonos seriam recebidos de ótima forma pela população das colônias, que seria baixa, porém, o primeiro efeito seria a influência religiosa. No caso de Grenzen, teria uma pesada influência da cultura e religião dos Menaphitas, porém seguindo as leis de Ikovia, não teriam conflitos maiores e os menores seriam controlados.

Gastos:

150.000 moedas de ouro

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Dom Jun 26, 2016 3:36 am

Os Colonos e Exploradores Ikovianos chegariam a costa de Crandor em seus navios, navios menores para não ficarem presos nos corais. Eles se estabeleceriam em uma das costas relativamente calmas e sem influência de feras, construindo suas cabanas e lugares para se estabelecerem improvisadamente pelos dias seguintes.

Enquanto isso, os exploradores e Águias Vanguardistas fariam uma varredura da área, identificando as tribos de Trasgos e Gigantes de Líquen. Imediatamente após isso, o acampamento entraria em estado de defensiva e se enviaria comunicado a Ikovia, pedindo por tropas para lidar com estas tribos.

Rei Erik enviaria a força Vanguardista de 20 Batalhões de Vanguarda (treinados), 10 Batalhões de Vanguarda Arqueira (treinados) e 5 Batalhões de Vanguarda Arqueira (veteranos) em navios para Crandor, aonde se estabeleceriam e esperariam pelas ordens seguintes.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Dom Jun 26, 2016 3:46 am

Com os relatórios das pesquisas militares de Ikovia, Erik daria a ordem para a construção 200 Golens da Vanguarda (4bts). Os maquinários da Oficina de Engenheiros em Ikov já estariam a espera dessa ordem, começando a construção destas armas de guerra imediatamente e com pressa.

Em poucos dias eles estariam prontos e seriam enviados por navio para Crandor, aonde teriam seu teste em batalha com as feras da região.

Gastos:

60.000 moedas de ouro

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Dom Jun 26, 2016 4:18 am

Rei Erik Adler então participaria finalmente de uma das Reuniões do Conselho Real. Nesta Reunião, ele apresentaria o plano de batalha para a Grande Guerra do Oeste. Ele faria a convocação das tropas Lansquenete (vassalas) e Vanguardistas.

Grão-Duque Joseph Smith de Seher teria a sua disposição 14.421 Lansquenetes e 3.750 Vanguardistas e Duquesa Arna Gloglyren de Hemenster teria a sua disposição 10.472 Lansquenetes e 3.740 Vanguardistas. Estas forças seriam postas para treinamento, porém, ainda não convocadas a guerra, apenas informadas da preparação.

Enquanto isso, no Pico da Águia, seria feita a convocação de treinamento também, porém o Marques Nikolai Vortov receberia apenas a informação de esperar mais ordens, e no momento, apenas preparar suas tropas e as Águias Vanguardistas, mantendo também, um atento olho aos Fremenniks ao norte. Pico da Águia teria a sua disposição 3.898 Lansquenetes, 1.500 Vanguardistas e 868 Águias Vanguardistas, que seriam postas em treinamento.

Uzer receberia a ordem de ficar em prontidão, treinando suas tropas e mantendo-as em lugar. Sua ordem seria de manter-se atentas aos movimentos no deserto e qualquer ordem vinda da Coroa. As Colônias receberiam as ordens de treinar suas tropas e permanecer atentas aos eventos na selva.




_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Dom Jun 26, 2016 5:02 am

Após ter resolvido os assuntos imediatos, Rei Erik tomaria um tempo para orar a Armadyl no Grande Templo de Ikov. Durante suas orações, ele seria interrompido pelo Sacerdotes de Armadyl no Templo, dizendo ao Rei que uma grande quantia de homens e mulheres, vindos de várias partes de Ikovia, estariam nas escadarias do Templo, esperando pelo Rei.

Erik ao aparecer nos portões, vestindo vestes relativamente simples e sua coroa, seria surpreendido pelo General da Vanguarda de Armadyl e centenas de veteranos de guerra dentre as várias ordens militares do Reino, como também, milhares de cidadãos do Reino nas escadarias, estariam todos atentos ao Rei, assim como os militares. Inicialmente, Erik não estaria entendendo a situação até que, com um breve discurso revelando ao povo os feitos de Erik em Crandor, com um leve embelezamento, todos começariam a bater palmas para o jovem Rei e iniciaria-se um grande festejo, após isso, Erik discursaria e diria que ele apenas representaria a força de Ikovia pessoalmente, que seria a nação mais forte, fiel, unida e justa em Guilenor.

Após os festejos iniciais, seria criado um festival em Ikovia, Dia da Queda de Alvorg. Seriam feitos festivais em várias partes de Ikovia, com bebidas, comidas, música e a atração principal, uma peça de teatro, Queda de Alvorg, com fogos de artificio mágicos em partes de batalha e falas épicas. Apesar do embelezamento em toda a peça, os protagonistas Rei Erik o Justo, Arconte Ilka'ra o Sábio, Daelirn o Estupendo, Sor Berthold o Zeloso e Sor Jean-Charles o Profano.

Recompensas:

+30 de felicidade nas províncias com menos de 50 de felicidade.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Matheus
Tar-Atanion
Tar-Atanion
avatar

Mensagens : 2725
Data de inscrição : 04/05/2015
Idade : 18

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Seg Jun 27, 2016 6:28 pm

Em mensagem oficial à Coroa de Ikovia, o Sumo-Sacerdote de Entrana gratificaria ao Rei Erik por sua participação na derrocada final de Alvorg, o Terrível, afirmando que um grande serviço à toda Kandarin havia sido feito por obra de Erik e seus companheiros, destacando também a bravura de Sor Berthold Leinigen. Ao fim, ele pediria a mercê real para construir uma catedral saradominista em Crandor e aí instalar uma nova arquidiocese, cujo arcebispo, ineditamente, poderia passar por uma avaliação dos ikovianos, se assim lhes aprouvesse.

_________________
Saradomin salve Sua Graça, Louis Guillaume von Carnillean, Rei de Kandarin
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Seg Jun 27, 2016 6:56 pm

A carta chegaria as mãos de Erik muito rapidamente e, mais rapidamente ainda, ele responderia enviando-a de volta ao Sumo-Sacerdote com um mensageiro Real, em uma das águias gigantes.

Caro Sumo-Sacerdote Friedrich von Hansen,

Agradeço pelas palavras gentis e gratificantes que dizias em sua carta, eu apenas estava representando o Povo de Ikovia em uma batalha que muito importava para nós e nossos grandes amigos e aliados. Porém, eu não compartilho da sabedoria de vossa decisão na construção da catedral.

Ikovia é uma nação de maioria Armadyleana, graças a nossa cultura, politica e leis que derivam da doutrina do Deus da Justiça, porém, as religiões que não agridem a nossa doutrina são muito bem-vindas em nossa terra. A construção de uma Catedral em Crandor seria um gasto desnecessário, não desejando ofende-lo claro.

Eu aceito de muito bom grado se a construção for de um Templo, ao qual, poderá ser no mesmo distrito e ao lado do futuro templo para Armadyl.

Rei Erik Adler de Ikovia.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Qua Jun 29, 2016 4:49 am

Capitão Karl Franz voltaria a Ikov para relatar o ocorrido em Crandor ao Rei Erik Adler. Após o relato e antes da próxima reunião do Conselho Real, Erik faria uma pequena reunião discreta no Grande Templo de Ikov com alguns nobres bem selecionados. Em poucos dias, teria a Reunião do Conselho e Erik pessoalmente poria na lista a Casa Burgold, e após a reunião, seria decidido que o Lorde de Crandor seria Aellin Burgold, se tornando agora Marqu~es Aellin Burgold da Ilha de Crandor.

O pagamento dos Cavaleiros Negros pelo corpo de Alvorg seria colocado nas mãos do Marquês Aellin para começar o reparo das estruturas com alguma capacidade na ilha e também a busca por ruínas que contenha tesouros ou conhecimento. Apesar das forças Vanguardistas terem voltado para Ikov, o Marquês já teria instalado a Guarda Lansquenete na Ilha e a usaria para fazer a exploração. Nas ruínas, se encontraria alguns projetos ocultos e vagos e mapas antigas da cidade de Crandor, mostrando uma vaga impressão da grandeza que já foi aquela Cidade-Estado. No Covil de Alvorg, seria encontrado o seu tesouro pessoal de 300.000 moedas de ouro em diversos objetos preciosos. Esse ouro do tesouro seria enviado para Ikov.

Seguindo os mapas encontrados, os Lanquenetes estabeleceriam uma segunda parte da colônia na área aonde seria o centro da cidade na Ilha de Crandor, ali, começariam a reconstrução do pouco que teria restado do Castelo. Também se começaria a recuperação das minas de Crandor e a construção de um armazém, mercado e porto.

Gastos:

35.000g recuperação do Castelo Nível 3
7.000g recuperação das Minas Nível 3
10.500g recuperação das Minas de Gemas Nível 3
35.000g construção Porto Nível 3
21.000g construção do Mercado Nível 3
42.000g construção do Armazém Nível 3

Total: 150.500 moedas de ouro

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Qua Jun 29, 2016 5:21 am

Com Crandor relativamente estabelecida e o tesouro de Alvorg chegando a Ikovia, Erik faria uma grande comitiva feita pelas Águias Vanguardistas. O objetivo seria levar os valores de 42.000 moedas de ouro para cada nação ou facção que teria enviado campeões para representarem durante a batalha contra Alvorg.

A comitiva das águias partiria de Ikovia e levaria o valor de 42.000 moedas de ouro para a Coroa de Kandarin, para a Coroa de Asgarnia, para o Reino Élfico, para as Cidadelas Flutuantes, para a Fortaleza dos Cavaleiros Negros e para a Coroa de Misthalin. Um destes valores ficaria em Ikovia e as moedas de ouro que teriam sobrado, seriam entregue as famílias dos marinheiros que teriam guiado a comitiva até Crandor e os comuns vítimas de Alvorg.

Junto da partida da comitiva, Erik recrutaria 20 batalhões de Vanguardistas Treinados e os enviaria para Crandor.

Gastos: 12.000 moedas de ouro
Ganhos: 42.000 moedas de ouro

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Qua Jun 29, 2016 9:16 pm

-Flashback-
((Eventos no final do Inverno do Ano 6))

O dia da cerimônia finalmente chegaria e os preparativos para a mesma estaria em andamento. A Vanguarda de Armadyl e a Guarda dos Lansquenetes fariam intensa presença nas rotas principais ao evento, no evento e em volta e dentro da Academia Militar Ikoviana.

Os Carnillean chegariam em toda sua pompa, com os 30 familiares acompanhando Louis Carnillean e a Rainha Constance. Eles seriam guiados pelo Capitão Karl Franz até a sacada na Academia Militar aonde estaria o Rei Erik e a Rainha Leonna, seria o local aonde observaria o evento. O evento seguiria seu padrão, com a entrega do diploma e de uma espada cerimonial com os dizeres "A suprema arte da guerra é derrotar o inimigo sem lutar", no final da cerimônia e com Casemir como último a receber seu diploma e espada, ele faria um pequeno discurso mostrando o quanto ele agradecia pelos seus colegas durante os três anos de ensino. Após o pequeno discurso de seu filho, Erik se levantaria na sacada e faria um, mostrando a necessidade de uma educação avançada em Ikovia, em seguida, deixando Louis também falar sobre a necessidade da educação em Kandarin, por fim, Erik lembraria a irmandade de sangue e amizade de Ikovia com Kandarin.

Após os discursos, Erik discutiria com Louis sobre um escudeiro para Casemir e seria decidido que seria Otho Carnillean, por ser mais novo e um menino bom e inexperiente. Após algumas conversas amigáveis entre os membros das famílias, Erik guiaria a todos para os próximos eventos da cerimônia. Seria uma apresentação das capacidades militares e disciplina em formações dos formandos, como também, discursos de seus conhecimentos e o que aprenderam, como também, o que desejavam para seus compatriotas. A noite, teria um pequeno banquete com a presença, fora da família Real e dos Carnillean, das famílias dos Lordes do Pico da Águia, Seher e Hemenster.

No dia seguinte, Erik e Leonna ficariam levemente receosos com a partida de Casemir, porém, Leonna acalmaria Erik falando sobre suas aulas em Ardonha e ela podendo ver o filho do casal. Erik daria uma armadura e armas ornadas para Casemir não esquecer sua origem nesses anos que ficará fora, como também, cinco guarda-costas pessoais e um amuleto dos Adler. Da partida em diante, Casemir obedeceria com fervor as ordens de Louis.
Em Ardonha, Casemir teria estudos nas manhãs e treinos as tardes, nas noites, compareceria nas reuniões de corte e outros eventos para se acostumar com a corte Kandariniana e, de quebra, as dos outros Reinos.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Sex Jul 01, 2016 11:52 pm

Em Hemenster, a Duquesa Arna Gloglyren receberia relatórios sobre eventos de contato com uma região ao noroeste. Seriam homens e mulheres que viveriam fora do território de qualquer nação em uma região chamada comumente de Nordisch. Seria famílias de Saradoministas de Kandarin e Fremenniks que viveriam em uma harmonia limitada, porém, não sem pequenas disputas.

Ela contataria pessoalmente o Rei Erik Adler através de correspondências e chegaria-se a conclusão que essa região devia ser anexada em Ikovia. Com isso em mente, Erik Adler escreveria um documento declarando que Ikovia teria direito a Nordisch por "pertencer ao seu território desde a anexação de Hemenster", fazendo cópias deste documento e fazendo-os entregue a coroa Gnômica da Grande Árvore e a Coroa de Kandarin.

Ao mesmo tempo que o documento fosse enviado, a Duquesa Arna Gloglyren enviaria uma companhia de 10 batalhões de Vanguardistas de Armadyl, 10 batalhões de Vanguardistas Arqueiros de Armadyl, sacerdotes de Armadyl vindos de Ikov e um emissário para Nordisch, para começar o estabelecimento de relações amigáveis com os presentes na região.

Os soldados serviria para demonstração de poderio militar, enquanto o emissário mostraria as vantagens de se unirem a Ikovia e os sacerdotes converteriam em torno de 3,5% da população das pequenas aldeias.


_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Sex Jul 08, 2016 7:22 am

Com a passagem de mais uma estação e a chegada de mais uma Reunião do Conselho Real, seria posta a mesa para o Rei Erik diversos assuntos de extrema importância.

O primeiro seria sobre a Religião, este assunto em questão já tendo sido discutido na Assembléia de Ikov e pela Igreja de Armadyl, as quais estariam preocupadas com a inabilidade dos Armadyleanos levarem a sua palavra para fora de Ikovia, pois como nação, as Ordens Armadyleanas estariam ocupadas com o bem estar interno e seu crescimento.
Para o espanto de muitos, quem apresentaria três projetos para resolver esse pequeno problema seria o Capitão Karl Franz da Vanguarda de Armadyl, que seriam:

  • 1. Uma mudança na composição da guarnição militar dos nobres de Ikovia, que era totalmente composta por Lansquenetes, que inicialmente não tem a necessidade de serem Armadyleanos. O projeto mudaria a composição da guarnição para 50% da guarnição ser da Vanguarda de Armadyl, seguindo os parâmetros já estabelecidos da Ordem
  • 2. Junto disso, Karl entregaria um sub-projeto sobre a influência Asgarniana em Ikovia e que seria aproveitável utilizar de uma das táticas Asgarnianas, que seria a utilização dos Besteiros de Cerco em batalha na Ordem dos Lansquenetes. Ele argumentaria após a apresentação do sub-projeto que os Lansquenetes precisavam de mais capacidades defensivas se forem usados em batalha, além de sua utilidade pública com policiamento.
  • 3. O último projeto seria o que mais chamaria a atenção, seria a criação de uma ordem gerida pela Igreja de Armadyl com os fins de combater as agressões externas a fé Armadyleana, em espalhar a fé, ajudar os indefesos em todos os meios possíveis. A Ordem seria chamada de Ordem dos Sacros Vigilantes, com o lema de "A justiça está sempre vigilante".


Os três projetos de Karl Franz seriam muito bem aceitos pelo Conselho Real e o Rei Erik, concordando com os mesmos imediatamente com uma aceitação quase total dos presentes. Após isso, Erik poria a mesa a escolha do Grão-Mestre da ordem e, mais uma vez surpreendendo a todos, Karl Franz já teria feito a procura de votos para isso com os membros do Clero da Igreja de Armadyl, então, o novo Grão-Mestre sendo ele mesmo. Os membros do conselho ficariam um pouco insertos, Karl seria Capitão da Vanguarda de Armadyl e teria seus méritos, porém, não teria posição no Clero. No fim, ele seria aceito e receberia o valor de 100.000 moedas de ouro para começar as ações da nova Ordem.

O novo Alto Vigilante da Ordem dos Sacros Vigilantes abriria a sede da Ordem em Ikov, como já esperado, próximo ao Grande Templo de Ikov. As suas ações seguintes seriam conseguir apoio das já existentes Ordens dentro do Reino para conseguir um valor considerável de membros e assim conseguiria, com apoiadores bastante entusiastas na Igreja de Armadyl e na Assembléia de Ikov (Armadyleanos de fora de Ikovia), ele conseguiria mais influência para abrir um Capítulo em Uzer, Pico da Águia, Küste e Crandor.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Seg Jul 11, 2016 10:13 am

Com algumas semanas de constante influência em Nordisch, Rei Erik Adler iria com uma comitiva de cem homens e mulheres da Vanguarda de Armadyl e vinte Águias Vanguardistas, ele pessoalmente, indo montado em uma das águias.

Na vila central de Nordisch, Erik teria uma amigável reunião com o líder escolhido da região, Regnar Gorman. A reunião seria calma e Erik mostraria suas claras intenções de proteger a região e guia-la a um futuro próspero, Regnar duvidando de suas intenções inicialmente, porém o jovem Rei o convenceria mostrando o que já teria feito em Uzer, no distante Kharid. Regnar aceitaria se tornar vassalo de Erik e fazer parte de Ikovia com Nordisch.

O jovem Rei ficaria dois dias na região para dar alguns discursos ao povo e então, com uma grande comitiva, eles voltariam a Ikovia. Lá, Regnar receberia o título de Marquês de Nordisch e sua família seria elevada a nobreza.

Nos dias seguintes, seriam recrutados em Nordisch vinte batalhões de Vanguardistas de Armadyl para manter a patrulha na região, como prometido e também, proteger a busca por recursos além do solo da região. Também seriam construídos faróis no norte da região.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Ter Jul 12, 2016 11:20 am

O Almirante da Grande Armada, Almirante Adolf Garb, levaria a mesa do Conselho Real um projeto que chamaria a atenção dos membros do Conselho, inclusive o Rei.

Adolf Garb apresentaria o projeto de uma grande expedição para o oriente, liderada e administrada pelo próprio Almirante. Porém, se necessitária de grandes investimentos para tal ação, inclusive, a construção de navios e de um estaleiro em Uzer para começar o projeto. O Conselho parecia receoso de aceitar o projeto inicialmente, porém, Rei Erik e alguns outros membros conseguiriam convencer a todos, explicando que o comércio com o oriente e as novas descobertas poderiam por Ikovia em um patamar elevado nas situações críticas que se encontram.

Seria primeiro construído um estaleiro a altura do projeto, em seguida, a construção dos navios da expedição e o recrutamento dos marinheiros para tal, também, seriam recrutados em Ikov e Hemenster 40 Batalhões Treinados de Vanguardistas e Arqueiros para acompanhar a expedição, e por último, 5 batalhões de Águias Vanguardistas seriam posicionadas para acompanhar em ar a expedição.

Gastos:

Estaleiro Nível 0 > 5 = 217.000g

1 Navio de Linha = 10.000g
2 Fragatas = 10.000g
10 Galeões = 15.000g

13 Batalhões de Marinheiros Treinados = 7.200g
20 Batalhões de Vanguardistas = 12.000g
20 Batalhões de Vanguarda Arqueira = 12.000g

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Ter Jul 12, 2016 4:20 pm

Logo após o projeto da Expedição ao Oriente ser aprovada, no mês seguinte, o Marquês Aellin Burgold de Crandor apresentaria o seu projeto, uma necessidade imediata.

Crandor precisa de mão de obra para se expandir, ela já estaria mais segura graças as ações da Vanguarda de Armadyl e da Ordem dos Sacros Vigilantes, então, seria seguro a re-construção da cidade interior da antiga Crandor, aonde se teriam o Distrito Militar, a Antiga Biblioteca de Crandor e o Distrito Industrial. Rei Erik pediria a opinião principalmente da Duquesa Arna Gloglyren e do Duque Joseph Smith, os quais, teriam maior importância no projeto. Após algumas pequenas discussões, o projeto seria aceito.

Hemenster juntaria esforços e ouro para pagar 75.000 colonizadores para Crandor e a reforma do distrito militar e industrial.

Gastos:

75.000 colonizadores de Hemenster para Crandor = 75.000g
Antiga Biblioteca Crandoriana = 75.000g
Reforma das Muralhas nível 0 - 3 = 70.000g
Reforma das Torres nível 0 - 3 = 35.000g
Minas nível 3 - 5 = 48.000g
Minas de Gemas nível 3 - 5 = 72.000
Oficina de Ferreiros nível 0 - 5 = 93.000
Joalheria nível 0 - 5 = 93.000

Total: 532.950 (-5% construções)

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Qua Jul 13, 2016 11:05 pm

A Expedição Ikoviana, após semanas de viagem em alto-mar, chegariam a costa de Tuai Leit. Aproximando-se com cautela e com bandeiras brancas hasteadas, eles aportariam nos portos da cidade. Inicialmente os Ikovianos veriam a grandiosidade da cidade, porém, veriam a movimentação de escravos que os deixariam bastante incomodados.

Após aportarem, Almirante Adolf Garb reuniria um batalhão de Vanguardistas e iria até a Capitania dos Portos para tentar comunicar o oficial responsável e conseguir uma Reunião com o Khan. Com um pouco de dificuldade, o Comandante dali aceitaria acompanha-lo até o palácio, porém, levariam junto de si escravos vindos de Draynor, aparentemente.

No palácio o Khan Cheng Yi os receberia com muita ironia em suas palavras, porém, daria espaço para Adolf falar. Ele faria proposta de uma aliança comercial e teria uma conversa relativamente amigável sobre os interesses de Ikovia e os do Khanado de Tuai Leit, no final, o Khan aceitaria negociar e já tratariam dos produtos que iriam comercializar. Adolf presentearia o Khan com um mapa detalhado do Ocidente.

Com o tratado assinado, Adolf enviaria uma Águia Vanguardista de volta Uzer para entregar o documento e relatórios ao Rei Erik, enquanto a expedição, permaneceria aportada em Tuai Leit até as próximas ordens e também para juntarem informações da situação de Wushanko no último ano.



_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Sex Jul 15, 2016 4:52 pm

Com a preocupação eminente dos inimigos da justiça e da paz, uma operação secreta seria levantada dentro da Vanguarda de Armadyl, com o codinome "Blitzkrieg". A operação seria de sabedoria apenas do General da Vanguarda de Armadyl, do Rei de Ikovia e de alguns oficiais da Vanguarda altamente qualificados.

Sem nenhum aviso a maior parte da ordem, apenas com os selecionados acima, os Golens Vanguardistas, Águias Vanguardistas e algumas das divisões Veteranas da Vanguarda de Armadyl começariam treinamentos intensivos de batalha.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Sab Jul 16, 2016 2:20 pm

Com os eventos e os feitos em volta do Rei Erik Adler, os dois Sumo-Sacerdotes da Igreja de Armadyl receberiam uma mensagem vinda direta do Deus da Justiça, comunicando que os feitos do Rei Armadyleano não teriam passado sem ele ter percebido, e este, receberia uma recompensa por isso. O Jovem Rei seria o Armadyleano Humano com maiores feitos pela causa de Armadyl e este deveria ser reconhecido como tal, com essa mensagem, os Sumo-Sacerdotes iriam ao Grande Templo de Ikov.

Uma grande Cerimônia aconteceria no Templo de Ikov reunindo todos os membros do Clero em seu salão principal, aonde os dois Sumo-Sacerdotes juntos entregaria a Erik um amuleto feito pelos artesãos de Imperyal e abençado por Armadyl, como também, uma nova coroa em prata e ouro, com jóias em tons de laranja e vermelho enfeitando-a. Os dois objetos sagrados teriam encantamentos poderosos e que só poderiam ser utilizados pelo Santo Rei de Ikovia, e se vestido por outro, eles queimariam o usuário com sua chama sagrada.

Nos dias seguintes, o Jovem Rei viajaria com os Sumo-Sacerdotes para Imperyal aonde ninguém receberia noticias do Rei por um mês. Ao retornar, ele estaria um homem mudado, uma aura com um leve calor emanava de seu corpo e seus olhos carregavam "uma nova chama".


_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Sab Jul 23, 2016 2:25 am

Com uma leve pressão da Igreja de Armadyl e da nobreza principalmente de Ikov, os membros dos Conselhos Provinciais votariam por um projeto que seria levado então ao Conselho Real.

O projeto seria a construção de Igrejas para Armadyl em todas as províncias do Reino para aumentar a influência da fé e do clero, como também, a construção de escolas em Crandor e Nordisch, para finalizar projetos anteriores de educação. O projeto seria discutido por horas, pelos valores serem exorbitantes, porém, o Conselho Real aceitaria com a palavra final do Rei Erik.

Custos:

Escolas Nível 4 = 90.000g
Igrejas Nível 4 = 540.000g

Total: 598.500g (-5%)

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Sab Jul 23, 2016 11:55 pm

Já a vários meses em Tuai Leit, o Almirante Adolf Garb conseguiria reunir informações suficiente sobre a situação de Wushanko e suas ilhas, como também, a empreitada de Hanto para unificar as ilhas sob sua bandeira. Com estas informações e um grande interesse em sua mente, Adolf enviaria um mensageiro ao Khagan Saga para convocar uma reunião, este, daria os termos de apenas um navio em um atol próximo a ilha de Waiko e cada uma das partes poderia entrar no atol com apenas um acompanhante.

Seguindo tudo como programado, Adolf se reuniria com o Khagan e teriam uma longa discussão, um pouco agressiva da parte de Saga e bastante paciente e insistente da parte de Adolf. No final, Khagan faria um tratado de não-agressão e um tratado comercial com Ikovia, como também, um tratado cientifico negociando o conhecimento da Medicina Ikoviana e acesso as suas Academias de Ensino pelo conhecimento atrás da pólvora e mecanismos de ignição de produtos químicos dos Orientais. Junto disso, Adolf conseguiria negociar uma Embaixada na Ilha de Waiko.

Com essas informações, Adolf voltaria a sua frota em Tuai Leit e colocaria todo o prometido a funcionar, enviando mensageiros para Ikovia para comunicar todo o ocorrido.

Custos:

Embaixada em Waiko: 19.000g (-5%)



_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Seg Ago 01, 2016 4:32 pm

Quatro meses após os tratados assinados com o Khanato de Hanto e com todos os relatórios já na Corte Ikoviana, como também, com tudo em funcionamento, o Rei Erik apresentaria o projeto da Academia Militar para os membros do Conselho Real.

Com a proposta aceita, Rei Erik reuniria uma pequena comitiva e partiria para Keldagrim, enviando a frente um mensageiro para avisar da comitiva. Na grandiosa cidade subterrânea do Reino dos Anões, Erik se reuniria com o Rei Veldaban e o representante do Consórcio, entregando então sua proposta de Aliança Comercial, Aliança Defensiva e Aliança Cientifica. Keldagrin aceitaria a aliança comercial negociando produtos metalurgicos por agricultura de Korridor e gemas de Crandor, aceitaria a aliança defensiva contra os Fremenniks e Trolls como também fornecendo mercenários para Ikovia na Guerra de Kandarim e deixaria em aberto a Aliança Cientifica, dizendo que aceitaria a troca da medicina Ikoviana e um pagamento em ouro se a medicina se provar valiosa como dita, negociada pela tecnologia da pólvora anã e seus métodos de ignição, assim como um pagamento de ouro de Ikovia.

Com os tratados assinados, Rei Erik também assinaria a convocação de Mercenários de Keldagrim, deixando-os avisados de sua convocação quando necessários e que estejam preparados, o pagamento seria entregue em duas partes, uma no dia em que forem convocados e outra após finalizarem seus serviços por Ikovia.


_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Ter Ago 02, 2016 1:49 am

Com os projetos da Academia Militar de Ikovia em funcionamento e as Alianças com o Oriente e com o Reino dos Anões resolvido, o Conselho Real levaria a mesa de reuniões um projeto bastante ousado.

Assinado por todos os Lordes e Ladys de Ikovia, o projeto milionário de aprimoramento de todas as províncias do Sacro Reino levaria a custos acima de um milhão e meio de moedas de ouro, algo incapaz de ser alcançado em uma estação no Reino. O Jovem Rei deixaria isto claro, então, discutindo a necessidade de dividir o projeto em partes para poderem alcançar tal objetivo, a fase inicial do mesmo, começando com Ikov, Pico das Águias e Küste.

O projeto seria da construção ou aprimoramento dos Armazéns de todas as províncias, graças as necessidades dos comuns em estações como o inverno ou em situações de cerco, para padrões altos. O restante do projeto seria por o comércio de Ikovia a limites superiores, aprimorando todos seus mercados e portos a padrões altos.

Gastos:

Armazém Nível 5 de Ikov = 84.000g
Porto Nível 5 de Ikov = 120.000g
Porto nível 5 no Pico da Águia = 120.000g
Armazém Nível 5 do Pico da Águia = 126.000g
Mercado Nível 5 em Küste = 72.000g
Armazém Nível 5 em Küste = 126.000g

-583.200 moedas de ouro dos cofres de Ikovia

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Qui Ago 11, 2016 12:13 am

- FLASHBACK -

((Aconteceu em seguida da comunicação de Ikovia para seus aliados sobre Feind.))

Kandarin seria a primeira a responder o comunicado da Coroa de Ikovia, contatando os eventos que aconteceram em Ardonha, em seguida, Asgarnia enviaria uma carta informal contando sobre o estranho acontecido com uma das filhas do Rei. Somando isso mais as evidências trazidas de Ardonha, seria estabelecido que o mandante seria o mesmo, com alta porcentagem de certeza nisso.

A Torre dos Feiticeiros, depois com o apoio da Guilda dos Magos refugiados e também financiamento de uma quantia enorme de nobres e burgueses de todos os Reinos aliados, que temiam as ações de Feind, conseguiria por em funcionamento seu primeiro projeto que estaria até então em fase de testes. As teorias do projeto seria que as manifestações ou ilusões de Feind seriam uma criação única, até então, e provavelmente teriam um enorme gasto de força física, mental e mágica para mante-las, sendo assim e também o fato de suas ilusões geralmente trabalharem junto de outros agentes, chegariam a conclusão que Feind estaria na região aonde sua ilusão estaria trabalhando, não sabendo-se se são metros ou quilômetros, se era na mesma cidade, na mesma província ou no mesmo Reino. O resultado do projeto baseado em amostras dos corpos das ilusões/manifestações antes de se degradarem é que seriam constituídas de matéria mágica, e utilizando estas, criariam-se condutor de energia para sinalizar o uso de tal tipo de magia nas proximidades, o objeto brilhando mais com a proximidade de uma ilusão ou, provavelmente, de quem a está controlando. Teriam apenas algumas centenas destes objetos, pois precisariam-se partes dos corpos das ilusões/manifestações para serem criadas, sendo assim, seriam entregues para agentes dos Guardiões de Armadyl para serem usados em Ikovia e testado se realmente funcionariam como já funcionavam nos testes com os corpos.

Por último, o Rei Erik faria um discurso colocando Ikovia em estado de alerta público e decretando que todos os aliados de Ikovia teriam também declarado guerra ao individuo chamado Feind e seus capangas. Com isso, Ikovia aumentaria drasticamente sua segurança em todos lugares com grandes focos de pessoas ou focos de pessoas de importância, como também, edifícios de importância, entre esses lugares, seriam espalhados agentes com os condutores dos Feiticeiros. Indivíduos de importância do Reino receberiam guardas aprimoradas e apoio dos Guardiões de Armadyl, principalmente o Rei, Rainha e seus filhos, Casemir recebendo também uma guarda dos Sacros Vigilantes que trabalham em Ardonha.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Sex Ago 12, 2016 9:51 pm

Pouco tempo após a Ordem dos Caçadores serem relativamente aceitos em Ikovia para conseguirem informações sobre Feind, aconteceria uma tentativa de atentado em diversas partes da cidade. Metade dos terroristas seriam capturados graças aos cães utilizados pelos Lansquenetes, enquanto uma segunda parte morta por arqueiros e balesteiros, o último, capturado pelos Caçadores. Os pegos pelos cães seriam postos a dormir por feiticeiros em patrulhas.

Nos corpos dos agentes terroristas seriam encontradas cartas codificadas que após de um tempo decifradas, teriam um enigma. Até o dia seguinte, o enigma seria decifrado e seria para uma reunião nas montanhas ao norte de Seher. Montando um esquema de vigilância com Águias Vanguardistas montadas pelos seus guerreiros e por feiticeiros observando o local da reunião a distância, batalhões de Vanguardistas, Guardiões de Armadyl nas redondezas, Erik recebendo dois artefatos de Leonna, um o qual seria que detectaria as ilusões de Feind e outro que serviria para teletransporte, o Rei iria para a reunião.

Lá, ele ordenando que Feind saísse da cabana aonde seria o local da reunião, o mesmo sairia, revelando-se o verdadeiro e não uma ilusão, um homem debilitado e ferido. Eles teriam uma curta conversa quando Estripadores sairiam das sombras e tentariam sequestras Feind, Erik impedindo-os com a chama sagrada de sua lâmina, poucos segundos depois, Sombras e Demônios as dezenas sairiam das sombras e atacariam o jovem Rei e Feind, porém o Adler já teria feito o sinal para as Águias Vanguardistas e em uma delas, montada por Leonna, usaria seu Domo Guardião para proteger Erik enquanto as Águias levariam a morte e destruição aos demônios e sombras. Erik usaria a proteção do domo para cobri-lo enquanto arrombaria a porta da cabana e se teletransportaria abraçado com a garota que lá dentro estaria, enquanto Feind seria levado por uma das águias.

Novamente na Corte de Ikov, Erik seria abordado por Romulus o líder dos Caçadores, imediatamente Erik ordenando que ele fosse preso assim como todos seus agentes, preparado para essa ação, Romulus ordenaria que os Caçadores o protegessem enquanto ele se transformaria em uma enorme besta similar a um Lobisomem, porém gigantesco e corrompido. Enquanto os Caçadores segurariam a guarda do Trono e os reforços vindo dos portões, a garota correria por uma das saídas oeste para buscar reforços dos Sacros Vigilantes e Erik, combateria a fera em um duelo. Durante o combate, a garota retornaria com Karl Franz e vigilantes que reforçariam as fileiras, transformando-se em um combate sangrento. No final, Karl Franz finalizaria a fera junto do Rei e seria ordenado que os infectados pelo sangue fossem tratados enquanto o salão seria limpo.

Erik guiaria a garota até as prisões em baixo do Castelo, aonde Feind já os esperaria. O Rei decretaria a pena de morte a Feind causando a tristeza da garota, então, Erik faria sua última proposta: Feind usaria uma de suas ilusões para levar todos seus agentes aos portões de Ikov aonde estes receberiam Perdão Real, Feind recebendo a morte desejada com isso. O homem aceitaria por uma morte lenta e dolorosa, assim fazendo como ordenado, porém os agentes seriam levados a prisão aonde seriam interrogados um a um, por acadêmicos aonde estudariam as motivações e afins de cada um deles, após isso recebendo realmente o Perdão Real e tendo seus nomes, famílias e históricos anotados. Nas horas seguintes, Feind seria torturado por métodos mágicos e comuns por duas horas, até que pereceria e seria cremado.

O último desejo de Feind seria que a garota fosse protegida por Erik, o homem que teria o vencido em seu próprio jogo. O Rei levaria a garota até sua mansão no distrito do Templo, aonde diria para a mesma permanecer ali, tendo uma curta conversa com a mesma e nomeando "Nadja", um nome Kandariniano que significaria "esperança".

Nos dias seguintes, seriam recolhidos os restos dos demônios derrotados nas montanhas e levados a estudo, como também, os corpos dos Caçadores seriam estudados, como suas vestes e armamento e qualquer objeto que carregassem. Teria-se uma Reunião do Conselho Real, aonde se decidiria diversos assuntos relacionados com os atentados, no final, teria-se uma decisão que seria exposta nos dias seguintes.

Pessoalmente, Erik se reuniria com sua esposa Leonna para decidir o que fazer com Nadja.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas
Fair King
Fair King
avatar

Mensagens : 2464
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 22
Localização : No Sul

Ficha do personagem
Pontos Infracionários:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   Dom Ago 14, 2016 4:25 pm

Com os eventos dos atentados em Ikov e as falhas tentativas de criaturas da sombra, uma Reunião do Conselho seria convocada. O Rei Erik e a Rainha Leonna apresentariam todas as testemunhas, provas, evidências e relativos sobre os ocorridos, em geral, chegando em conclusão de que seria a ação de uma facção Zamorakiana, porém não se teria mais certeza se seriam das Legiões de Khazard ou Hazeel. Independente de qual facção ou nação seria por trás dos atentados, o Rei Erik convenceria a mudar o Projeto atual, que seria de aprimoramento civil, para um de aprimoramento das defesas de Ikovia.

Seria escrita uma carta formal para todos os líderes aliados de Ikovia sobre os acontecidos, relatando os eventos com as criaturas das sombras e as claras tentativas de assassinato. Após o envio dessas cartas, Erik faria um pedido formal aos elfos da colônia próxima de divinação para apoio em relação as sombras, que mesmo com os artefatos sagrados dos Armadyleanos, ainda eram um perigo. Então, os Elfos enviariam algumas centenas de cristais elficos como cortesia pela defesa de sua colônia nos anos passados, estes cristais, seriam espalhados pelos edifícios de maior importância em Ikovia. Nos Castelos e outros edificios de importância em toda Ikovia seriam feitos selos e barreiras mágicas pelos Feiticeiros ou Feiticeiros de Corte, como também, os Sacros Vigilantes seriam postos para trabalhar com chamas sagradas em braseiros em locais específicos das cidades.

Por último, seria posto em investimento os Centros de Espionagem dos Guardiões de Armadyl, para o aprimoramento dos mesmos no máximo de províncias.

Centro de Operações Nível 4 = 60.000 - Pico da Águia
Centro de Operações Nível 4 = 60.000 - Küste
Centro de Operações Nível 4 = 60.000 - Korridor
Centro de Operações Nível 4 = 60.000 - Grenzen
Centro de Operações Nível 4 = 16.000 - Seher
Centro de Operações Nível 4 = 16.000 - Hemenster
Centro de Operações Nível 4 = 60.000 - Crandor
Centro de Operações Nível 4 = 60.000 - Nordisch

Total: 372.400g (-5%)

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: O Sonho de uma Nação   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Sonho de uma Nação
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Oneirocinese
» lindo sonho
» Capítulo 3 - O Internato - O Sequestro
» O Sonho de uma Nação

Permissão deste fórum:Você pode responder aos tópicos neste fórum
Reinos de Guilenor :: Saga 1 - Guilenor :: Interpretações-
Novo Tópico   Responder ao tópicoIr para: